23 de abr de 2014

Boys Over Flowers

Finalmente vou falar de Boys Over Flowers ou Boys Before Flowers! Esse foi o primeiro kdrama que vi e por isso que apesar de vários pesares possuo um carinho especial por ele. Para você entender melhor por que muita gente gosta desse dorama: ele foi inspirado num mangá publicado em 1992 que é considerado até hoje um dos mangás shoujo (para meninas) mais vendidos no Japão. Em 1996 o mangá virou anime e posteriormente um curta metragem e depois doramas. Exato! A novela coreana só foi mais uma das versões de Hana Yori Dango: teve a versão japonesa, constituída de duas temporadas e um longa metragem, a versão chinesa e a versão taiwanesa. A história é tão linda que em todos esses países os doramas fizeram sucesso!


Embora muita gente prefira a versão japonesa, a versão coreana se destaca pela produção maravilhosa, excelente trilha sonora e atores marcantes. Particularmente prefiro o segundo ano do jdrama Hana Yori Dango, que para mim teve um desenvolvimento melhor da história. Só que BBF não desaponta e consegue agradar muito! Por isso até hoje, mesmo após cinco anos de seu encerramento, é o dorama preferido de muitas garotas.


Sente só o clima do dorama.

E do que se trata Boys Over Flowers para tanta gente assim gostar? Bom, a história se passa em torno de uma garota pobre que consegue entrar numa escola da elite e lá descobre que alunos são escolhidos para sofrer bullying. Quem faz a escolha são os lindos e terríveis garotos do F4 (Flower Four, porque lá se compara garotos lindos com belas flores), os 4 rapazes mais ricos da escola e provavelmente os jovens mais ricos do país. O líder é o pior de todos: infantil, brigão e arrogante, quer resolver tudo na base da violência e humilhação.


A garota consegue sobreviver por algum tempo na escola sem ser importunada, mas como não aceita nada calada, quando é humilhada pelo jovem líder do F4 logo revida com igual violência. O rapaz assusta, pois nunca ninguém, ainda mais uma garota, havia feito isso antes. Com raiva ele tenta se vingar, porém aos poucos se apaixona pelo menina valente. O problema é que a garota gosta de um outro membro do F4, um rapaz bem diferente do líder: simpático, calado e inteligente, sempre ajuda ela quando precisa. E então começa toda a bela história de amor, brigas e decepções desses jovens.

Na versão coreana o líder do F4 se chama Gu Jun Pyo (nunca se esquecerá desse nome quando assistir o dorama!), interpretado pelo queridinho da Coréia do Sul, Lee Min Ho (*o*). A garota se chama Geum Jan Di, interpretada pela linda e extremamente fofa Ku Hye Sun (*-*). O outro garoto que a Jan Di gosta é o Ji Hoo, interpretado pelo Kim Hyun Joong, ex-líder da boyband SS501. Os outros dois membros do F4 são o garoto do sorriso lindo Yi Jung (Kim Bum, outro queridinho da Coréia) e Woo Bin (Kim Joon).

 Da esquerda para direita: Woo Bin,  Jun Pyo, Jan Di, Ji Hoo e Yi Jung (ou Lee Jeong).

Abaixo irei separar os prós e os contras do dorama, para que a postagem não fique demasiadamente enorme!

PRÓS

- Elenco bonito e carismático. Todos com sorrisos, peles e cabelos maravilhosos, expressões divertidas e muito simpáticos. É difícil não gostar muito de pelo menos um dos atores;

- Ótimas atuações. Não de todos, mas da maioria;

- História romântica e cativante. Muito difícil não querer ver até o final;

- Fotografia linda e cenários belíssimos!;

- Figurino lindo, embora algumas roupas do Jun Pyo sejam extremamente bregas -.-; 

- Trilha sonora excelente! Até hoje o único dorama que apreciei praticamente toda a trilha sonora. É só você ouvir qualquer música tocada no dorama que te fará lembrar imediatamente de determinadas cenas marcantes;

- Casal possui excelente química e os vilões são ótimos;

- Apesar da enrolação, o final é lindo! Gostei tanto do final dessa versão, quanto o da versão japonesa.

CONTRAS

- Muita enrolação. Poderia ter 5 capítulos a menos;

- Cenas sem explicações e muitas sem sentido algum, servindo apenas para enrolar mais ainda;

- Geum Jan Di deveria ser mais forte, como é na versão japonesa. No entanto ela briga pouquíssimas vezes e basicamente deixa todo mundo pisar nela. Fora que a atriz é linda, mas o cabelo de cuia foi uma péssima escolha e até metade da novela ela grita demais, chegando a irritar pra caramba! Não é só porque a personagem é pobre que tem que ter o cabelo feio e ser gritalhona... ;

- Clichês de novelas mexicanas que não me agradaram, como perda de memória, sequestros, armações e afins;

- Jun Pyo não lutou tanto pela Jan Di como o Tsukasa lutou pela Makino na versão japonesa. Na verdade o Jun Pyo vira um gatinho filhote perto da megera da mãe dele. O personagem podia ser de fato mais forte, mais teimoso e não apenas um menino que tem medo de lutar pelo que quer...

Sim, Boys Before Flowers é um dorama voltado para o público feminino jovem. Tem romance, drama, situações fofinhas, rapazes lindos, roupas maravilhosas e tal. Mas não significa que garotos e pessoas mais velhas não possam assistir. É o que digo: se você gosta de romance, comédias românticas, produções que não apelam para atrair audiência, enfim, se você gosta de histórias puramente românticas, belas, divertidas e tranquilas, doramas estão mais do que recomendados para você. BBF tem seus baixos sim, mas é um dorama maravilhoso que certamente marcará de forma positiva quem assistir.

Nota (0-10): 9,5

ABERTURA

Almost paradiiiiiise! =P

CLIPE FEITO POR FÃ

Maldito cisco nos olhos...

OST COMPLETA

*-*

Boys Over Flowers (Kkotboda Namja) foi exibido de 5 Janeiro de 2009 a 31 de Março de 2009 na Coréia do Sul, ganhou diversos prêmios e foi sucesso absoluto no país naquele ano. Para uma resenha completa do dorama recomendo o ótimo blog Divaneando (que aliás foi de onde tirei os gifs aqui postados xP). Recomendo o AsianWiki caso queira saber mais detalhes técnicos de doramas e filmes orientais. Ah, e o Netflix anda disponibilizando muitos doramas! BBF é um deles! *---*
 

PS: E sim, escrevi essa postagem ao som da trilha sonora do dorama. Muito, muito inspirador. *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.