17 de set de 2013

Parks and Recreation: 1ª Temporada

Anda em busca de uma série de humor inteligente e realmente engraçada? Então você acabou de encontrar! Ao meu ver, Parks and Recreation é a melhor série de humor da atualidade! Continue lendo e descubra por que considero isso!
 

Parks and Rec começou a ser exibida lá em 2009 pela emissora NBC e fui descobrir só esse ano! Pela capa não fui muito com a cara e também não gostava muito da atriz principal, Amy Poehler (famosa pelo Saturday Night Live), porque ela não parecia ser tão engraçada assim e imaginei que faria um humor meio pastelão e coisas do tipo que detesto. Puro preconceito da minha parte! Dei uma chance para a série e me surpreendi muito! Muito mesmo!

A história se passa na cidade fictícia de Pawnee, localizada no estado do Indiana, que pelo visto é um lugar meio esquecido pelos americanos e bem propício para críticas que os incomodam muito (The Middle se passa lá também, mostrando a real vida da classe média americana e talvez esse seja um dos motivos pelo qual a série não faz tanto sucesso). Se The Middle mostra a verdadeira vida de uma família de classe média do interior, Parks & Rec nos mostra como é a vida política numa cidade do interior do Indiana. Porém Parks consegue ser ainda mais engraçada, tecendo críticas divertidas e inteligentes quase o tempo todo.


A história gira em torno da vida de Leslie Knope (Amy Poehler), vice-diretora do departamento de Parques e Recreação da cidade de Pawnee. Leslie é uma mulher determinada, persistente, viciada em trabalho e ama profundamente a cidade e a sua profissão, mesmo que ambas lhe tragam mais decepções do que felicidades. Nessa primeira temporada a missão de Leslie é resolver o problema do lote 48, que fica ao lado da residência da enfermeira Ann Perkins (Rashida Jones). Acontece que no lote há um buraco enorme de uma construção que nunca foi realizada e o namorado da enfermeira caiu lá dentro e quebrou as duas pernas. Tudo bem que o namorado dela, Andy Dwyer (Chris Pratt), é um completo bobão. Mas a situação do buraco deve ser resolvida.

A partir daí começa a batalha de Leslie para transformar aquele terreno num maravilhoso parque. O único problema é contar com os funcionários do departamento que deveria fazer esse trabalho: o diretor do departamento, Ron Swanson (Nick Offerman), odeia o governo. Isso mesmo, ele trabalha para o governo e odeia. O administrador Tom Haverford (Aziz Ansari) só quer saber de festa e curtição. A estagiária April Ludgate (Aubrey Plaza) é a típica adolescente americana que odeia tudo e todos. Talvez o único que salva e que ajuda a Leslie de fato é o Mark (Paul Schneider), planejador da cidade e que nem faz parte do departamento de Parques e Recreação. Com toda essa organização, será que o lote 48 (aka "The Pit") terá uma solução rápida?

Você nunca mais irá esquecer essa expressão.

A primeira temporada é bem curtinha, tendo apenas seis episódios. Mas já é o bastante para ver o excelente nível da série e querer acompanhar até o fim! O diferencial é que Parks and Recreation é gravado no estilo de documentário, onde os personagens se expressam diretamente para a câmera, falando do que acham da situação, do que está ocorrendo e tal. Isso é o que deixa tudo mais engraçado. Os depoimentos são divertidíssimos, muitos até memoráveis e os atores são excelentes nisso.

Musiquinha de abertura te anima logo de cara!

Não é aquele humor pastelão ou aquela série com risadas no fundo para avisar que teve uma piada e você deve rir. Parks te faz rir quase o tempo todo, sem nem esforçar muito. É a primeira série de humor que assisto que realmente te anima. Depois de ver você fica até mais contente, mais leve... é uma delicia! Sério, estou aqui me controlando para não bajular demais esse seriado, mas adoro ele. É ótimo e deveria fazer muito mais sucesso do que faz. Momentos épicos, bizarros, divertidíssimos... É uma grande série! Será uma pena quando acabar. Atualmente Parks está para iniciar a sua sexta temporada! 

CONHEÇA OS PERSONAGENS: 

Ron Swanson. Ou também: Ron "Fucking" Swanson é o típico machão: tem um bigodão, adora armas, adora caçar, adora comer carne (detesta vegetais e vegetarianos), só diz o necessário, não gosta de demonstrar sentimentos em público, não gosta que ninguém saiba da sua vida e seu dinheiro na verdade são pedras de ouro cavadas em vários cantos da cidade. Diz que só chorou duas vezes na vida: uma quando foi atropelado por um ônibus aos 9 anos de idade e outro momento que você irá descobrir. Sua mãe chama Tammy, assim como suas duas ex-esposas, que para ele são verdadeiros demônios. É um dos meus personagens favoritos e um dos melhores personagens da série (e dos mais marcantes também).






April é a adolescente de 19 anos que odeia todo mundo e só gosta de coisas estranhas, medonhas e deprimentes. Tanto essa personagem quanto a do Ron são bem conhecidos pelo seu humor deadpan, uma forma de humor complexo onde a graça está em não fazer expressões com o rosto. Simplesmente falar algo cômico e permanecer com cara de nada. É ótimo! Por isso ela também é uma das personagens favoritas do povo (e minha também). 








Ann Perkins e a tal enfermeira que rapidamente vira ultra amiga da Leslie. É uma personagem um pouco sem graça no começo, pois seus momentos de humor consistem em apenas olhadas para a câmera (que são ótimas, aliás. Só com os olhos a atriz já consegue ser engraçada). Porém nas próximas temporadas Ann ganha um pouco mais de destaque e comportamentos bizarros. É uma personagem muito legal!








Andy é o namorado da Ann (e você realmente não entende porque os dois namoram), um adulto não crescido que não trabalha e vive as custas dela. Seu único meio de ganhar dinheiro é através da sua banda que muda constantemente de nome, mas que depois fica conhecida mesmo como Mouse Rat (Rato Ratazana). A banda não tem muitas músicas e as duas mais conhecidas possuem uma letra hilária. Adoro o Mouse Rat. o/ Andy é um personagem inicialmente meio irritante, mas depois fica divertido. Ele é bobão e essa é a graça dele.





Tom é festeiro, adora gastar dinheiro que não tem e contar papo para os outros. É um personagem bem cômico e cheio de piadinhas próprias. Muitas vezes confundido com indiano, na verdade nasceu nos EUA mesmo. Por vezes (muitas vezes na verdade) é bem irresponsável e egoísta, mas é uma boa pessoa. Não gosto tanto do Tom, mas também é um dos personagens mais marcantes.









Mark é um cara na dele, não é muito engraçado. É conhecido por ser pegador, mas tenta se livrar dessa imagem. Não é um personagem marcante, mas não chega a ser chato.









Donna (Retta) é uma das funcionárias do departamento. Não tem muitas falas, mas quando tem, são ótimas! A atriz é excelente, tem um jeito muito divertido e sabe como fazer humor. Há muitas coisas que você ainda descobrirá sobre a simpática Donna. 








Nota para essa temporada (0-10): 9,5

TRAILER

Trailer para DVD, sem legendas (não encontrei um trailer decente legendado em português)


Ah, já ia esquecendo.... E tem o Jerry ¬¬ : 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.