5 de abr de 2013

Slender Man - Duas séries

Poooovo dessa nação Dilma feelings, sem desculpas de minha parte dessa vez, já que nada justifica a ausência (será?). Porém, outra vez trago uma postagem sobre um filme ao invés de jogo (Ninne autorizou, não se preocupem! xD). E dessa vez vou poupá-los da tortura que sempre faço, o texto é pequeno xD

Todos já devem estar familiarizados com a lenda urbana (ou mito, ou história, ou invenção ou whatever :P) do famoooOoOoso Slender Man, também conhecido apenas como Slender (se não conhecem, não sabem o que estão perdendo! :D).

Pois é, a fama do cara já rendeu um jogo (e montes de outras versões e remakes), que foi o que mais o deixou famoso, e uma infinidade de curtas que recriam o ambiente do jogo. Sabendo do meu gosto bizarro estranho por coisas esquisitas diferentes, me enviaram o link de duas produções que, pessoalmente, curti bastante. Durante o post todo serão 2 vídeos e 2 listas de reprodução James, cala a boca e começa logo :P

Vai Assistindo!

A primeira delas se chama Proxy: A Slender Man Story, e foi feita aparentemente nos Estados Unidos (o material no YouTube carece de mais informações, apenas tem um link que aponta para outro canal, do cara que editou o vídeo). Tem efeitos simples, porém muito bem colocados, ambientação convincente e história totalmente aceitável (não é nada fantasioso ou viajadão/abstrato, apesar de se tratar do Slender).

 A trama é simplesmente sobre um cara que começa a perceber a presença do Slender em algumas fotos e, como toda vítima, passa a ser "assombrado" por visões freqüentes do nosso querido bicho esticado de terno e cara inexistente (ou, como eu costumo chamar, de "Agente 47 (Hitman) com erro na textura do rosto" :P). Tem 9 minutos de duração, está disponível em Full HD e fica aí o vídeo:



A segunda produção, pasmem, é Brasileira. Já sabemos que por aqui é cada vez mais raro ver algo ser produzido, mas de vez em quando ocorre de uma galera se juntar, ter idéias interessantes e conseguir sintetizar tudo isso numa mini produção. É o caso de Registros Secretos de Serra Madrugada, do chamado Projeto SLENDER. Uma galera de Curitiba, da produtora batizada de CHERNOBYLMiLK, conseguiu apoio da Livraria Cultura e do Baixaki Jogos e fez um filme de 44 minutos retratando um dos casos ligados ao Slender. Assim como o caso acima, usaram efeitos mínimos e justificáveis, os locais são bastante parecidos com os do jogo e o roteiro é bem "pé no chão". A história acompanha uma equipe, aparentemente de jornalismo amador, que vai investigar um caso de desaparecimento que foi atribuído ao Slender (ou "Homem Esguio"). Na busca de informações sobre o caso, como é de se esperar, algo começa a dar errado e todo mundo se lasca tudo vai de mal a pior. Sem saber o que fazer, eles decidem literalmente entrar no jogo e fugir do Slender. Eis o vídeo, também disponível em DVD e VHS Full HD:



Agora, a crítica.

Proxy: A Slender Man Story, como eu disse no início, é uma produção mais curta, com 9 minutos de duração. Tem roteiro convincente, atuações boas e efeitos interessantes. Os efeitos sonoros também são bons e certas cenas têm aquele "teor WTF" que eu tanto gosto. Curti bastante, obviamente por ter sido feito por uma galera que já entende bastante de cinema, edição de vídeo e tal. Dou uma nota 9.

Registros Secretos de Serra Madrugada também ficou muito bom. Tem aquele ar de vídeo ou programa amador que dá mais veracidade, mas obviamente por ser baseado em uma lenda urbana o clima às vezes soa um pouco artificial. A ausência de trilha sonora é completamente justificável e não chega a atrapalhar. As atuações ficaram boas, com exceção de um ou outro momento no qual a pronúncia fica "certinha demais" (porém, isso é muito subjetivo e eu não sou nenhum crítico de cinema profissional, é apenas minha opinião ;D). O mérito vai principalmente por terem conseguido amarrar tudo o que acontece por quase 45 minutos, já que não é nada fácil e depois de certo tempo as idéias poderiam ter começado a acabar e tudo ficaria repetitivo, coisa que não acontece. Dou nota 8, mas parabenizo pela iniciativa :D

Das duas produções, uma coisa que sempre me incomoda (não somente em filmes/curtas independentes como em qualquer outro blockbuster) é quando começam os créditos finais. Você ficou tenso(a) o filme todo, com a atmosfera macabra, aí quando acaba o filme... começa a rolar um Heavy Metal ¬¬'

Não sei quanto a vocês, mas eu fico totalmente deslocado, sinto aquela quebrada feia no clima. Acho muito mais interessante quando os créditos seguem a mesma linha de músicas estranhas/distorcidas (ou o estilo que usaram durante o filme), afinal isso ajuda a dar certa continuidade e você não se sente tão confortável. Seria algo como insinuar que "aquilo não acabou", não sei explicar exatamente.

Se alguém mais achar interessante e quiser procurar por mais produções ligadas à lenda do Slender, recomendo a série (também independente e amadora) Marble Hornets, que já é bastante famosa e tem tradução dos "episódios" para a Língua Portuguesa. É absurdamente bizarra em certas partes e misteriosa num nível que chega a dar agonia de tanta vontade de saber o que vem depois. Sobre a lenda em si, existe um número infindável de sites e blogs na internet, então é meio difícil escolher apenas alguns para recomendar. Reserve um dia (ou noite, melhor ainda >:D) e comece a procurar pelas páginas wiki, tenho certeza que você vai acabar lendo por horas e quando menos esperar o Slender vai aparecer pra você #brinks vai perceber que já amanheceu.

Vai aí uma playlist com todos os episódios de Marble Hornets originais (eu criei a lista porque, aparentemente, todas as que encontrei mostravam os vídeos na ordem inversa):



E aqui a playlist oficial das traduções, feita pela Inútil Erudita (Bruna A.):



P.S.: testei 3 vezes a lista de vídeos aqui e, em 2 das vezes, o YouTube retardado ficou pulando vários dos vídeos, passava direto do 1 pro 3, do 5 pro 7... Se mais alguém estiver vendo assim, é culpa do YT mesmo, eu coloquei na ordem certinha e a lista da Erudita também já está na ordem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.