7 de nov de 2012

À Beira da Loucura (In The Mouth of Madness)

Título no Brasil: À Beira da Loucura
Título Original:  In the Mouth of Madness
País de Origem:  EUA
Gênero:  Terror
Tempo de Duração: 95 minutos
Ano de Lançamento:  1995   
Direção:  John Carpenter  


Elenco: Sam Neill (John Trent) Julie Carmen (Linda Styles) Jürgen Prochnow (Sutter Cane) David Warner (Dr. Wrenn) John Glover (Saperstein) Bernie Casey ... (Robinson) Peter Jason (Sr. Paul) Charlton Heston ... (Jackson Harglow) Frances Bay (Sra. Pickman) Wilhelm von Homburg (Simon) Hayden Christensen (PaperBoy). 

Sinopse: O investigador John Trent (Sam Neill) é contratado para achar Sutter Cane (Jürgen Prochnow), um escritor de histórias de terror que, após terminar seu último livro, misteriosamente desapareceu. Mesmo desconfiando que isso não passa de uma jogada publicitária, aceita o trabalho. Passa a ler seus livros, procurando pistas da cidade onde Cane possa estar escondido, mas estes livros são macabros e, após sua leitura, as pessoas agem de um modo bem estranho.

Vai Lendo! 


Fala galera, como vão vocês? Bem? Eu to bem também, só que não.

Sem mais delongas, vamos a nossa falatória da semana, e o alvo dessa semana é esse grande filme, que para muitos ficou marcado na história, e para muitos, foi um bom substituto para o papel higiênico em horas de desespero. 

Pessoal, na minha humilde opinião, esse filme é um marco da história nos filmes de terror, ele traz o  verdadeiro lado do terror, o desconhecido que está batendo em sua porta, e nos faz lembrar também que, infelizmente, nos dias de hoje vemos poucos os filmes que trazem algo nesse sentido. 

Você pode até falar que existem zilhões de filmes como esses hoje em dia, "John seu filhote de cruz credo Atividade Paranormal é super prafrentex e traz esse genero de desconhecido". Tá bom mamute, de fato ele mostra coisas desconhecidas, mas a grande questão do filme que falamos hoje, e o que falta nos de hoje em dia é o trabalho no filme, em outras palavras, como o diretor faz o filme acontecer, de forma que traga algo interessante e de certa forma inovador para nossa tela. Nos filmes de hoje em dia, vemos apenas um grande comércio, sai o primeiro da serie, maravilhoso estupendo e depois vem uns 40 filmes da mesma franquia logo em seguida, desmontando a história o enredo, desmerecendo os créditos do primeiro, e pior do que esses, são os zilhões de terror que saem em seguida, de franquias diferentes, copiando partes da história, enredo, até a forma de view do filme.

Concordemos, é a infeliz verdade para nós amantes dos filmes de terror.

Voltando ao nosso assunto, afinal você leitor que saber um pouco sobre esse filme, certo?

Então comecemos, primeiramente os atores, acho que o que deu o "sal" nesse filme sem duvidas foi o ator Sam Neil, ele tem uma cara de besta, mas que não é besta, e ao mesmo tempo é um galã, só que não é galã, o cara é quase um paradoxo, parece um cameleão, que muda sua forma conforme o filme, confesso que já vi melhores atuações dele em outros filmes, mas nesse o contraste ruim que ele dá, parece proposital, para deixar algumas partes do filme banais, quase que dando risada da cara do telespectador, portanto, se você queria apenas um motivo para assistir esse filme, está aqui ele, mas claro que você quer mais, então, continuemos.

e ai gata, blz?

Claro que não podemos deixar outros atores de lado, apesar da pouca aparição dos mesmos, a atriz Julie Carmen, não fez horrores nesse filme, ou em qualquer outro diga-se de passagem, mas fez o dever de casa, temos também o renomado Charlton Heston, que fez partes de grandes filmes, como Ben-Hur de 1959, Os Três Mosqueteiros de 1973, e Planeta dos Macacos de 2001, que infelizmente veio a falecer no dia 5 de abril de 2008, no filme faz poucas aparições, mas deixa o seu peso no conteúdo.


Para finalizar a lista de atores, um ator que mal apareceu no filme, totalmente secundário, porem não menos importante, Hayden Christensen, o grande Anakin Skywalker, particularmente sou muito fan dele nas atuações em Star Wars, muito mesmo. No filme, ele ainda é um garoto, e não seria reconhecido facilmente, mas fica interessante salientar sua presença no filme.


Mudou só um pouco.

Bom, agora que falamos dos atores, falaremos do filme.

O filme consiste em efeitos especiais normais para a época, nada demais, e nos dias de hoje algo totalmente engraçado e estranho, mas o que me fez escolher esse filme como dito anteriormente, foi a forma com que trabalharam o conteúdo, mesmo não sendo algo original, muito menos inovador, eles transformaram um conteúdo pobre em um filme diferente e cativante, deixando o telespectador intrigado com os próximos movimentos do personagem principal, porem, não é um filme muito fácil de se entender, então a maioria das pessoas ficam boiando.


Aconselho esse filme com todas minhas forças, foi um dos poucos filmes que marcaram minha memória, e lembro perfeitamente até hoje, e sem duvidas é um filme que tenho prazer em anunciar.


Gostaria de saber o que vocês acham sobre, e se possível comentem, quero ouvir o que nossos leitores tem a dizer.

Se você leu tudo, muito obrigado pela sua atenção, e espero que tenha gostado, é um prazer escrever para você, se não leu, favor parar de ser vagabundo e leia.

Nota (0-10): 9,0 

Trailer



Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.