29 de set de 2012

Leitura recomendada: Deixa Ela Entrar

Título: Deixa ela entrar
Autor: John Ajvide Lindqvist
Editora: Globo Livros
Gênero: Policial
Páginas: 504
Formato: 16 cm x 23 cm

Sinopse: No enredo, Oskar, um garoto de doze anos, vive com a mãe no subúrbio de Estocolmo, na década de 1980. Solitário e alvo de bullying na escola, passa o tempo lendo e colecionando notícias sobre serial killers e planejando se vingar de seus perseguidores. No entanto sua rotina é alterada quando uma garota de doze anos, Eli, se muda para o apartamento ao lado. Uma profunda identificação aproxima o menino a Eli, ao mesmo tempo em que a vizinhança passa a ser assolada por uma onda de mortes misteriosas.

O Autor: John Ajvide Lindqvist nasceu em Blackeberg, subúrbio de Estocolmo, na Suécia, em 1968. Seu primeiro e mais importante livro é Deixa Ela Entrar (Suécia, 2004). Antes de se tornar autor de romances e contos de terror, trabalhou como roteirista de séries para a TV sueca, como mágico e comediante de stand-up.

Vai Lendo!

O título do livro não lhe é estranho, não é mesmo? Isso porque esse é o livro que deu origem ao sucesso cinematográfico Let the Right One In (Deixa Ela Entrar). Já falamos sobre ele aqui no Vai Assistindo, o filme é de fato incrível. Não é atoa que ganhou prêmios em mais de quarenta festivais pelo mundo e foi refilmado por Hollywood (Deixe-me Entrar de 2010, com a  Chloë Moretz). O jeito diferente de abordar o tema vampiros conquistou inúmeras pessoas e o filme sueco passou a ser considerado por muitos como um dos melhores filmes de terror dos últimos tempos e o melhor sobre vampiros.

O livro veio chegar no Brasil só agora no último dia 15, através da editora Globo Livros, que nos enviou um exemplar para podermos tecer uma crítica aqui no blog! Claro que me interessei, porque ao ver os filmes e pesquisar sobre eles, acabei lendo muita coisa sobre o livro e fiquei curiosa para lê-lo. Não sou lá grande fã de vampiros, mas o jeito diferente do Deixa Ela Entrar me interessou muito.


O livro é muito bonito! O título e o detalhe do sangue na capa estão em alto-relevo e a parte de dentro da capa é toda vermelha, o que achei muito bonito, ainda mais ao notar que os capítulos alternam-se em páginas pretas! A fonte utilizada também ficou ótima, não sendo grande demais (o que dá um volume desnecessário ao livro) e nem pequena demais (o que, ao menos para mim, cansa rapidamente as vistas). Enfim, gostei muita da qualidade do livro.

Deixa Ela Entrar começa com uma descrição do lugar onde se passa a maior parte da história: Blackeberg, subúrbio de Estocolmo, na Suécia. Exatamente: onde o autor do livro nasceu. Achei interessantíssimo destacar primeiramente a descrição do local, nos faz já imaginarmos o cenário, já ficamos com ele montado na mente, o que facilita uma melhor compreensão dos fatos que ocorrem no decorrer do livro. E é uma boa descrição.

Depois disso, começa a primeira parte do livro, que é dividido em 5 partes e um epílogo. É a história que, se você já viu o filme, conhece muito bem: um garoto de 12 anos conhece uma garota estranha (aparentemente da sua idade ou um pouco mais nova), os dois se tornam amigos, mas ele não sabe que ela é uma vampira.

Só que, obviamente, as coisas não acontecem como no filme. Começando pelo fato de Oskar e Eli não se conhecerem tão rápido. Primeiramente descobrimos um pouco mais sobre a vida do Oskar, como o garoto é e pensa, o bullying que sofre e a certa revolta que o menino tem com isso. Também conhecemos Håkan, o senhor de meia idade que ajuda Eli a conseguir sangue. E daí em diante, a trama se desenrola belamente

Ao contrário de livros que custam a pegar no tranco, logo nas primeiras páginas já nos interessamos pela história. E não há momento em que você para e pensa "nossa, vou deixar para ler depois, está chato demais". Muito pelo contrário: a cada página, a cada problema que ocorre, a cada atitude de determinado personagem, surge aquela vontade de ler mais e mais, para poder descobrir logo o que vai acontecer.

Na verdade, achei o modo de escrever do autor muito parecido com o do Stephen King. Sabe aquela coisa de até mostrar os pensamentos dos personagens (o que adoro nos livros de King) e tudo ser escrito de uma forma que mais parece um roteiro de filme? Claro, tem diferenças entre os autores. Mas o jeito como foi escrito o livro todo, com os pensamentos, com o foco em personagens diferentes e em um certo momento as histórias de todos se cruzam, a forma direta como é tratado certos acontecimentos, a riqueza na descrição dos detalhes, principalmente o aprofundamento na personalidade de cada personagem... sei lá, notei muitas semelhanças ali e gostei muito. Cheguei a pensar que não gostaria do modo de escrever do autor. Não sei porque, mas pensei isso. Grande engano meu: Lindqvist escreve de forma moderna e ousada. Além de encaixar perfeitamente certos fatos e deixar certas brechas para nossa imaginação fluir... É de fato um livro gostoso de ler.

Se você gosta de suspense e de vampiros, leia Deixa Ela Entrar. Vale a pena. Se você amou o filme, você tem que ler! Talvez irá até gostar mais do livro do que do próprio filme. Quem sabe né?! Apenas sei que apesar de não gostar muito de histórias sobre vampiros, adorei o Deixa Ela Entrar.



Onde comprar o livro? Clique na imagem acima! xD

Abaixo deixo mais detalhes sobre a história e algumas diferenças entre livro e filme. Contém alguns SPOILERS! Caso não queira saber absolutamente nada de mais detalhado sobre o livro e o filme, não leia o conteúdo abaixo!

.
.


Claro minha gente: livro e filme tem suas diferenças. Já vi filmes que adaptaram toscamente um livro. Não foi o caso do Deixa Ela Entrar (2008). O filme sueco conseguiu adaptar muito bem a história do livro, que é grande. Mas sim, há várias diferenças. Para matar sua curiosidade, deixarei aqui algumas delas. Não vou contar tudo, lógico, para não tirar a graça da coisa.

- Enquanto no filme Oskar é um garoto bonitinho e magricela, no livro nos é passado a imagem de um Oskar mais bobalhão, não lá muito bonito e um pouquinho acima do peso. No livro também dá muito destaque a sua imaginação, que é muito fértil. Mas tanto no livro quanto no filme, ele é um garoto bem infantil e inocente (claro, tirando certas tendencias homicidas dele...hauhau).

- O bullying no livro é bem mais forte. Oskar sofre muito. No começo dá até uma certa raiva dele, porque ele é muito bobo, mas depois você começa a ficar com pena e torcer para que ele revide.


- No filme Håkan é aquele senhor de meia idade que mata os outros para conseguir sangue para Eli. Você deve até ter ficado com peninha quando ele decide jogar o ácido na cara, não é mesmo? Pois não fique. No livro descobrimos que Håkan é um pedófilo que só ajuda Eli pois "quer o corpo nu dele". Ele é todo chegado em criancinhas e é bem pervertido. Sério, dá nojo.

- Se você já leu mais sobre o filme e ficou curioso sobre uma certa cena, provavelmente já sabe: Eli é um garoto castrado. No livro, após Oskar descobrir isso, só passa a se referir a Eli no masculino e você muda completamente a visão de "Eli menininha" que nos é passada no início e até mais da metade do livro. É muito interessante isso. No livro também tem a castração de Eli.

- Também no livro você pode conferir o verdadeiro nome de Eli e uma breve história dele antes de virar vampiro.

- O livro não mantem o foco só na história de Oskar e Eli. Aprofunda também na história de vários outros personagens, como Tommy (amigo mais velho de Oskar), Jocke, Lacke, Virginia, Jonny e por aí vai. É bem legal isso.

- Mais pessoas viram vampiros e dão trabalho para a polícia. É muito, muito legal mesmo a descrição da lenta transformação de um dos personagens.

- O livro contém cenas bem violentas, alguns trechos bem pornográficos e várias partes muito tensas.

- Lembram do vídeo que coloquei aqui no blog sobre pais alcoólatras e como as crianças os veem? Para uma criança um monstro pode ser real, foi o título do post. No livro o pai do Oskar é uma pessoa muito boa, mas tem sérios problemas com bebidas. Oskar o descreve como um monstro quando ele bebe. O garoto pensa que aquele não é o pai, mas sim um monstro que tomou o lugar dele. Muito legal!

 Bom, por enquanto é só. Se coloco mais detalhes, pode tirar a graça. xP
Só digo mais uma última vez: vale muito a pena ler o livro.

Um comentário:

  1. Finalmente esse livro chegará ao Brasil, já tinha perdido as esperanças. Ótima postagem =D

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.