24 de ago de 2012

Another (Mangá)


Olá amantes do horror e de mistérios macabros, como estão?

No dia 25 de junho, trouxe a vocês minha crítica sobre o anime Another, e hoje trago (depois de um razoável tempo) o mangá. 4 volumes, 20 capítulos, um volume especial (Another 0) e uma história que se desenvolve um pouco diferente do que foi transformado em animação. Sim, falarei tanto da série principal quanto de Another 0. Para aqueles que vierem me pedir para falar de Death Note, um simples e educado recado:

"Caros leitores que me pedem para fazer uma crítica de Death Note.
Seu prezado DiMarte pretende reler e rever a franquia antes de trazer sua crítica para este belo e espetacular blog sobre entretenimento baseado no gênero horror e suspense. Para isso, será necessário tempo livre e total dedicação para que surja um texto elaborado e decente. Por tanto, ele terá que se organizar adequadamente, pois possui outros compromissos importantes que também necessitam de sua atenção. 
Por favor, tenham paciência. E para os que têm o meu e-mail e no facebook, especialmente estes, que mais me cobram, compreendam que pressionar e insistir não acelera o processo de montagem da crítica."

Bem, estando claro isso, falaremos (mais uma vez) de Another!

Vai Lendo!

A light novel de 677 páginas eu não li, pois não encontro uma versão traduzida, por tanto, sem comparações com a história original. O enredo do mangá é escrito pelo mesmo autor, Yukito Ayatsuji, e ilustrada por Hiro Kiyohara, e lançada pela editora Kadokawa Shoten. Como já disse, são 20 capítulos distribuídos em quatro volumes publicados entre maio de 2010 à janeiro de 2012. Pessoalmente, adoro mangás/animes curtos porque fica mais fácil de acompanhar (ui, falou o cara que acompanha a mangá do Naruto e leu todos os 64 volumes de Fullmetal Alchemist. Não me julguem.) e em vários momentos são boas e impressionam.

A história é  a mesma: "26 anos atrás, em uma classe do nono ano, um estudante, Misaki, era o mais popular e adorado do colégio por causa de suas notas e sua qualidade nos esportes. Porém um dia Misaki acaba por vir falecer e como homenagem seus amigos decidem “fingir” que ele está vivo com eles até o dia da formatura. Anos depois, em uma primavera de 1998, um garoto chamado Sakakibara Kouichi se muda para a cidade e começa a estudar na mesma escola do ocorrido. Lá ele encontra todos os alunos rodeados por uma estranha atmosfera, principalmente sobre uma estranha estudante chamada Mei Misaki. Porém o que Kouichi não esperava que sua sala tivesse uma mórbida e terrível ligação com a história do passado do colégio".

Os quatro volumes de Another e Another 0
Quais são as diferenças? Bem. Nem todos os personagens que aparecem no anime não estão presentes no mangá. Como não li a light novel, não posso apontar qual dos dois está mais correto. O mangá também é menos sangrento. Há menos mortes, inclusive, alguns que deveriam morrer não morrem, isto eu sei porque pesquisei antes. No Another mangá, determinados personagens que entram em óbito na light novel e no anime não tem o mesmo destino nessa adaptação. Isso pesa em alguma coisa? Um pouco. A história deixa de ser uma carnificina, porém, não perde totalmente a sua violência, preferindo explorar mais a parte enigmática da trama. Mas é assim, quem vê um acaba não tendo a mesma reação quando vê o outro, não importa se você assistir o anime primeiro ou ler a mangá, pois a surpresa já passou. Isso ocorre, não adiante disfarçar, porém, isso não é um argumento para inferiorizar a mangá.

Mangá SS: Suspense e Sangue.
Outra divergência: O OVA (conhecido como episódio 0) e o Another 0 são totalmente diferentes. Enquanto o OVA conta uma história envolvendo a Misaki Mei antes dos eventos da série, e conectando-se com seu encontro com Sakakibara no hospital, Another 0 vai além, voltando 15 anos, quando a tia de Sakakibara, a Reiko, estudava no mesmo colégio e teve seu contato com a Calamidade. Essas seriam todas as diferenças importantes, além de que o mangá possui menos sequências descontraídas e humorísticas. Como era de se esperar, uma história muito bem escrita, os traços insinuam uma agressividade maior do que a do anime, bem mais sombrio e, lamentavelmente, um pouco mais parado também. Nada prejudicial, mas não espere a mesma ação que o anime possui.

Dúvidas e rancor. Quem será o "morto"?
Quem estiver a procura de algo interessante para ler, Another é uma boa opção. São apenas 5 volumes (contando com o "0"), rápido, envolvente e divertido. Quem é fã de um bom suspense com toques de horror vai gostar deste mangá. Não dá para negar que é uma história criativa, e que merece a atenção que tem adquirido. Não pretendo entrar na tradicional discussão de qual é melhor (anime ou mangá), até porque ambos são excelentes. Acabei fazendo mais comparações do que desejava, mas é o que acontece quando se vê os dois. O mangá Another é muito bom, meu arrependimento é não ter conseguido ler a light novel que inspirou ambos e que ganha uma adaptação para filme (o trailer está na crítica do anime), mas terei que me contentar. Another me agradou bastante, são poucas as tramas que me envolvem tanto, a mangá é imperdível, valendo a conferida.

Nota (0-10): 10

Bônus: o clipe da música de abertura do Anime

Ps.: Note que no clipe aparecem cenas do filme Monstros, de 1932.

Agradecimentos: Obrigado a pessoa que me cedeu os mangás para que eu pudesse ler, mesmo que não quisesse ser agradecido nesta postagem, e ao leitor anônimo que me fez procurar pelo vídeo clipe após mencioná-lo nos comentários da crítica do anime.

4 comentários:

  1. Respostas
    1. É a Ali Project que canta uma das aberutras de Rozen Maiden, não é mesmo?

      Excluir
    2. Quer dizer, além da abertura de Another...

      Excluir
  2. PROJECT, Super Cool MT Bom.
    Galero um video MT LOKO.
    http://www.youtube.com/watch?v=iyLU8InMsxk

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.