4 de jun de 2012

Possessão (Possession)

Título no Brasil: Possessão
Título Original: Possession
País de Origem: França/Alemanha
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 123 min. 
Ano de Lançamento: 1981
Estúdio/Distrib.: Oliane Productions
Direção: Andrzej Żuławski

Elenco: Isabelle Adjani (Anna / Helen); Sam Neill (Mark); Margit Carstensen (Margit Gluckmeister); Heinz Bennent (Heinrich); Johanna Hofer (mãe de Heinrich); Carl Duering (Detetive); Shaun Lawton (Zimmermann); Michael Hogben (Bob); Maximilian Rüthlein (Homem de meias rosas); Thomas Frey (Assistente); Leslie Malton (Sara); Gerd Neubert (bêbado). [+]

Sinopse: Desconfiado que sua esposa Anna o está traindo com outro homem, Mark resolve seguir seus passos. Passando por séria crise conjugal, ele ainda se envolve num assassinato. Seguindo os passos de Anna, Mark descobre que ela vive um bizarro relacionamento sexual com uma criatura monstruosa.

Vai Lendo!

Filme protagonizado por Sam Neill (de Jurassic Park) e com o desempenho fascinante de Isabelle Adjani, Possessão não é o tipo de filme que proporciona um terror fácil, trabalha a sua tensão para que dure por todo o longa e não é explicativo. O espectador ficará com dúvidas, pois a trama é meio confusa e pouco objetiva, porém apresenta um visual bem trabalhado. É quase uma obra intimista, onde a realidade é uma questão de perspectiva. Tudo começa com uma família tendo problemas, e a situação se desenvolve de forma descontrolada, além de bizarra. Possessão é muito surreal, mesmo com sua base supostamente "dentro do real", até o título do filme é questionável, pois aparenta ser mais um clássico caso de capeta dentro do corpo, entretanto, não é tão "simples".


O filme todo com as mesmas roupas azuis.
Os atores são ótimos, porém o desenvolvimento da trama é meio duvidoso. Temos personagens, digamos assim, exóticos, e poucas sequências muito estranhas. A maior parte do tempo chega a ser um suspense confuso, e algumas cenas não tão apavorantes quanto pretendiam, como, por exemplo, a sequência do metro. Possessão começa com um caminho e logo muda completamente de rumo, tudo bem, não tão completamente, mas foge bem do que é empregado no início. Surpreende? Mais ou menos. Não dá para considerá-lo previsível, mas também não chega a ser impressionante. O roteiro é pouco sólido, apesar de e explorado com decência, e os efeitos são razoáveis, não chegando a ser envolvente.


Que coisa linda...
Confesso que comprei o filme por causa da capa e por ser estrelado por Sam Neill, e por ter o nome Isabelle Adjani (que eu não conhecia). Me decepcionei? Um pouco, porém a tal da Isabelle chama bastante a atenção, não graças as cenas de nudismo e sexo, mas por seu desempenho em tela como atriz. As mudanças no comportamento de sua personagens ficaram apavorantes, não no sentido de um filme de terror, mas sim em relação a pessoas doidas instáveis. Também gosto de Neill, ele em O Enigma do Horizonte em O Homem Bicentenário está ótimo, porém dessa vez seu desempenho não é tão chamativo. É competente, mas como todo o resto, é abafado por Adjani.


É difícil explicar como a situação chegou a esse ponto.
Possessão é razoável, difícil de compreender, mas dá para assistir. Esqueça a estética americana, mesmo o idioma do filme ser o inglês. É um filme diferente do que se encontra por aí e é bem interessante e curioso, sem mencionar um pouco misterioso. Quem for assistir tem que estar preparado para não entender a história, eu assisti umas cinco vezes e ainda não compreendi totalmente [ou sou muito ignorante, ou burro, ambas as opções são consideráveis (brincadeira, não leve esse comentário a sério)]. Não se trata de um título comercial, mas mesmo com as dificuldades, é bacana conhecê-lo. 


Nota (0-10): 7


Trailer

Curiosidade
- A atriz Isabelle Adjani ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes e no César Awards por esse filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.