16 de mar de 2012

Hellraiser IV – Herança Maldita (Hellraiser: Bloodline)

Título no Brasil: Hellraiser IV – Herança Maldita
Título Original: Hellraiser: Bloodline
País de Origem: Reino Unido
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 86 min.
Ano de Lançamento: 1996
Estúdio/Distrib.: Dimension Films
Direção: Kevin Yagher 


Elenco: Bruce Ramsay (Phillip "Toymaker" L'Merchant / John Merchant / Doutor Paul Merchant); Valentina Vargas (Angelique); Doug Bradley (Pinhead); Christine Harnos (Rimmer); Paul Perri (Edwards); Tom Dugan (Chamberlain); Pat Skipper (Carducci); Charlotte Chatton (Genevieve L'Merchand); Adam Scott (Jacques); Kim Myers (Bobbi Merchant). [+]

Sinopse: No ano 2127 na Base Espacial Minos, um cientista, Dr. Paul Merchant, sequestra uma nave que ele mesmo havia projetado e é surpreendido por uma equipe de segurança no momento em que está invocando o surgimento do demônio Pinhead. O cientista é preso e ao ser interrogado, onde conta a história de sua família e a “herança maldita” que é passada por gerações através da missão de impedir o domínio dos cenobitas entre os homens.

Vai Lendo!

Eu não pretendia falar sobre ele, principalmente porque acho que Hellraiser devia ter acabado logo em Inferno na Terra, mas como vocês gostam tanto da franquia, vou criticar essa quarta sequência. O que começou como uma ideia de findar com a história de Hellraiser acabou se tornando o limite cronológico da franquia, sendo ambientada em uma base espacial em um futuro com alta tecnologia. O filme é dividido em três partes: a origem da Configuração do Lamento e a libertação da cenobite Angelique; a continuação cronológica de Hellraiser III e os desentendimentos entre Angelique e Pinhead; e o fim de Pinhead e os demais cenobites. A trama é um pouco extravagante, porém muito criativa e repleta de diálogos oportunos e com um conteúdo interessante de se analisar.

Pinhead está de volta.
Não gostei muito de Herança Maldita, entretanto ainda é decente comparado com seus sucessores, que são um pior que o outro. Barker e Yagher fazem um trabalho interessante, enquanto Doug Bradley continua incrível como o maligno e sádico Pinhead, o elenco que contracena com ele é mediano. Uma das coisas interessante nesse filme é que este é o único filme da franquia que mostra um animal como cenobite, e ainda por cima um cachorro com o visual típico do Chatterer (um dos primeiros cenobites da saga). Herança Maldita realmente tem vários pontos positivos, porém ele falha um pouco no enredo, começando e se desenvolvendo devagar e acelerando demais para o desfecho, deixando a batalha espacial contra os demônios quase em segundo plano.

Será que ele morde?
Este filme tenta fugir dos clichês da saga, mas ao evitá-los acaba repetindo-lhes de forma inferior. Os efeitos visuais são os melhores, porém são bem utilizados, então foram tão prejudiciais. De qualquer forma, Hellraiser IV é bem curioso de se assistir porque há um fim definitivo para a existência dos populares cenobites e seu líder, coisa que poucas franquias estão dispostas a fazer: por um fim. Isto também acarretou em algo igualmente espantoso, pois todos os Hellraiser que surgiram depois não violam esse limite histórico, o que também seria desnecessário, pois há um bom espaço de tempo até a destruição.

Figurino alegre típico de Hellraiser.
Eu recomendo aos mais curiosos que assistam a saga até aqui, pois o restante simplesmente não presta. Hellraiser IV – Herança Maldita vale assistir, porém ele já está incluso na linha de declive da qualidade de franquia, estando bem no começo, e mesmo assim o Box Hellraiser que eu comprei só ia até ele também, então acho que ainda dá para encará-lo. Mesmo com os defeitos presentes, devo admitir que esse filme não seja uma perda de tempo, entretanto não chega a ser aquele tipo de filme que você assiste várias vezes, porém isso vai depender de você mesmo.

Nota (0-10): 8

Trailer

2 comentários:

  1. olá!

    ahhhh eu adoro hellraiser kkkk....enfim
    gostei do site, parabens.

    passe no meu blog tambem : www.abelezaeterna.blogspot.com

    abraços!

    ResponderExcluir
  2. Td bem DiMarte ?

    Eu sou grande fã de Hellhaiser, amo os cenobites e suas formas horrendas de ser, o engraçado é que sempre achei o Pinhead como o mais simpleszinho deles, o restante é medonho !!

    Mas brincadeiras a parte, eu considero Hellhaiser 4 como um otimo filme, aquele que deu um fim muito criativo e interessante a esses pavorosos demônios. após o quarto filme não vale a pena nem sequer olhar para os outros, são todos perda de tempo, filmes de 3ª categoria. Mas em minha opinião o 4º filme esta sim a altura de seus antecessores.

    Concordo com você quando diz que o filme acabou deixando a batalha no futuro em segundo plano ao tentar explicar com detalhes a criação da caixa. E tambem em minha opinião a criação da caixa podia ter sido algo mais criativo, com uma história bem mais elaborada.

    Mas enfim, ainda assim é um otimo filme que coloca um fim a essa grande franquia que após esse filme simplesmente não mais existe.

    Concordo com a nota 8.0

    Parabens pelo post

    Um abraço

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.