8 de fev de 2012

O Ritual (The Rite)

Título no Brasil: O Ritual
Título Original: The Rite
País de Origem: EUA
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 113 min
Ano de Lançamento: 2011
Estúdio/Distrib.: Warner Bros
Direção: Mikael Håfström


Elenco: Anthony Hopkins (Padre Lucas); Colin O'Donoghue (Michael Kovak); Alice Braga (Angelina Vargas); Rutger Hauer (Istvan Kovak); Marta Gastini (Rosaria); Maria Grazia Cucinotta (Tia Andria); Ciarán Hinds (Padre Xavier); Toby Jones (Padre Matthew); Chris Marquette (Eddie); Marija Karan (Sandra); Torrey DeVitto (Nina). [+]



Sinopse: Michael Kovak é um seminarista cético e decidido a abandonar seu caminho na igreja, mas seu superior o orienta a passar um período no Vaticano para estudar rituais de exorcismo. Uma vez lá, suas dúvidas e questionamentos só aumentam na medida em que seu contato com o padre Lucas, um famoso jesuíta exorcista, o apresenta ao lado mais obscuro da igreja. Ao conhecer a jornalista Angeline, que investiga as atividades do religioso, suas reflexões sobre a crença no diabo e em Deus não param de crescer.

Vai Lendo!

Um dos melhores filmes que estrearam em 2011, O Ritual conta com uma história que sabe prender o espectador, bons atores e efeitos incríveis. Com personagens típicos de filmes de exorcismo, esse longa conta com uma trama macabra e, no final, bela, ou seja, é uma dura história sobre fé em Deus... E em demônios. Hopkins continua incrível, mas o astro da vez é Colin O’Donoghue, que consegue se destacar e faz um belo trabalho em seu cético personagem que sofre uma radical mudança em sua vida ao “estagiar” com Padre Lucas, que também irá passar por uma experiência pouco agradável. É uma boa referência ao gênero exorcismo, trabalhando mais com o interior dos personagens do que com o próprio ato de possessão.


Sempre suspeite do Anthony Hopkins.
O Ritual é provocativo, entretanto não é apelativo. Os elementos são bem trabalhados sem atenuar demais o filme, tornando-o uma instigante mistura de terror e drama, permitindo que quem o assista seja surpreendido em momentos oportunos, por outro lado, dificulta que certos sustos sejam eficazes. A trama possui uma tensão que se condensa gradualmente até se tornar o clímax do filme, definitivamente, O Ritual é tenso, mas não assustador. O enredo não é tão simples como aparenta, entretanto é fácil de ser acompanhado, pois o foco principal é a mudança que o jovem Michael Kovak irá sofrer enquanto vivencia tal evento, em determinados pontos O Ritual é previsível, mas isso não chega a prejudicá-lo tanto.


Enfrentar demônios? No me gusta.
Outro ponto interessante é que se trabalha com o limite do imaginário com o real, da crença e da descrença, ou seja, é um filme de questionamentos com uma mensagem religiosa, independente de qual religião o espectador tenha, ou não tenha. Demônios sempre chamaram a atenção de Hollywood, e quando o próprio capeta já foi utilizado exaustivas vezes, os roteiristas buscam outras entidades infernais para importunarem seus personagens. Não adianta colocar um demônio anônimo, é necessário ter uma entidade forte, que pertença a uma crença e que tenha um nome, como em O Exorcista, garantindo maior veridicidade a obra, e acreditem, nesse filme temos um demônio insistente.


Sai Capeta!!!
Eu recomendo esse filme para quem tem uma mente um pouco mais aberta, mas creio que qualquer um possa desfrutar O Ritual. Acho interessante a nova tendência a filmes de terror com teor religioso em uma época em que a ciência explica quase tudo, continuamos a temer demônios, se não mais do que antigamente. Não quero entrar em discussão sobre ateísmo, até porque eu sou a favor da tolerância religiosa, seja para crer ou não crer, mas digo que esse filme apresenta alguns argumentos interessantes em relação à crença. Com certeza é um bom filme de terror, além de possuir um bom conteúdo, mesmo com a presença de alguns leves defeitos, mas vale muito à pena.

Nota (0-10): 9,5

Trailer

10 comentários:

  1. Ahhh esse sim foi um fllme maravilhoso, impecável!! Um verdadeiro filme de terror!!

    ResponderExcluir
  2. Esse filme é bem legal!!! Eu gostei muito =D

    ResponderExcluir
  3. 9,5??? Tenha dó DiMarti, suas críticas são legais, mas suas notas são um tanto quanto equivocadas.

    ResponderExcluir
  4. esse filme foi ótimo sim,mas 9,5?
    meeenos,bem menos!

    ResponderExcluir
  5. Muito Bom João, o filme ja é bom só pela presença de Anthony Hopkins.

    ResponderExcluir
  6. Esse é bem interessante.
    Ainda mais pelo fato de ser baseado em uma história verídica.
    Concordo com a nota, pois, se estivéssemos falando de um filme fictício, eu até diria que não é muito forte, porém, pelo fato de ser baseado em algo que realmente aconteceu, apesar de ter trechos adulterados, devo concordar que é bem assustador.

    Recomendo :)

    ResponderExcluir
  7. Verídico???
    Sei sei, eu também acredito em coelinho da páscoa...

    ResponderExcluir
  8. O filme é legal sim, mas as pessoas tem que parar com essa mania de acreditar em toda publicidade que diz: baseado em fatos reais.
    E outra coisa, acho que se o DiMarti gostou do filme, não vejo problema nenhum em ele dar a nota que quiser dar.

    ResponderExcluir
  9. Respostas
    1. Não é uma refilmagem. É uma produção original.

      Excluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.