23 de jan de 2012

O Mistério da Rua 7 (Vanishing on 7th Street)

Título no Brasil: O Mistério da Rua 7
Título Original: Vanishing on 7th Street
País de Origem: EUA
Gênero: Terror 
Tempo de Duração: 92 min. 
Ano de Lançamento: 2011
Estúdio/Distrib.: Magnolia Pictures
Direção: Brad Anderson 

Elenco: Hayden Christensen (Luke Ryder); Thandie Newton (Rosemary); John Leguizamo (Paul); Jacob Latimore (James Leary); Taylor Groothuis (Briana); Jordan Trovillion (garota); Arthur Cartwright (segurança).

Sinopse: Um blecaute deixa a cidade de Detroit na escuridão. Aos poucos a população local desaparece, deixando para trás roupas e carros abandonados. Os poucos sobreviventes se reúnem em uma taberna abandonada, onde acompanham o pôr do sol. Entre eles estão Paul, Luke e Rosemary. Logo eles percebem que ficar na escuridão é perigoso e tentam manter sempre alguma fonte de luz por perto.

Vai Lendo!

O Mistério da Rua 7 é um filme que trabalha com um elenco reduzido e com efeitos especiais que possuem uma presença constante. Os atores são medianos, e de certa forma cumprem satisfatoriamente a sua função, porém faltou um pouco mais de empenho para que chegassem a surpreender. A trama é promissora, isso é inegável, só que a temática apocalíptica já vem sendo bem desgastada e abordada recentemente, o que faz com que o filme não se destaque dos demais, pois apesar de criativa, O Mistério da Rua 7 traz poucas novidades para o gênero.


Você tem medo do escuro?
A escuridão é um fator muito explorado e importante para o gênero terror, entretanto, nesse filme as sombras deixam de ser um recurso visual e passam a ser a verdadeira ameaça aos humanos. Pessoalmente, essa não foi a primeira vez que vejo sombras serem perigosas e atacarem as pessoas, pois eu li Fullmetal Alchemist e tudo mais, porém, na realidade, assombras não chegam a ser tão terríveis porque vários filmes de terror já brincaram com sombras se mexendo até as vítimas. Mesmo que antes as sombras não causassem exatamente danos, dessa vez causam ao estilo Guerra dos Mundos: humanos somem, mas suas roupas ficam no local.


Ui, as roupas ficam como em A Guerra dos Mundos.
Sinceramente, o filme é mediano e um pouco clichê, mesmo que todos os quatro principais protagonistas tenham toda uma história elaborada, eles não são tão complexos quanto poderiam ser, além de previsíveis. A busca por um lugar seguro, ou seja, iluminado, não só acaba os unindo como também os limitando a poucos lugares, além das perturbações físicas e emocionais que cada um apresenta, e são elas que os condenarão no decorrer do filme com armadilhas bem óbvias. Genericamente, Luke é sem graça, Paul é o perdido, mas que sabe muito, James fica quase que em segundo plano e Rosemary é a desesperada, simples assim.


Não confie em nenhuma fonte de luz que não esteja em suas mãos.
A dinâmica de O Mistério da Rua 7 é limitado a pequenas, breves e mortais excursões pela sombria e abandonada Detroit e a flashbacks, mas isso não signifique que o filme se resuma apenas a isso. As sombras são bem oportunistas e inteligentes, mesmo que algumas cenas sejam duvidosas, o filme não é de se jogar fora, vale a pena assisti-lo pelo menos uma única vez. A menos que você tenha aclaufobia, O Mistério da Rua 7 dificilmente lhe causará medo ou espanto, alguns sustos talvez, mas nada além de momentâneo. Mesmo sendo um terror considerável leve, considero-o interessante de inúmeras maneiras, por isso eu o recomendo.

Nota (0-10): 6,5

Trailer

2 comentários:

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.