28 de dez de 2011

Frankenstein

Título: Frankenstein
País de Origem: EUA
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 70 min. 
Ano de Lançamento: 1931
Estúdio/Distrib.: Universal Studios 
Direção: James Whale 



Elenco: Colin Clive (Henry Frankenstein); Mae Clarke (Elizabeth); John Boles (Victor Moritz); Boris Karloff (Monstro); Edward Van Sloan (Dr. Waldman); Frederick Kerr (Barão Frankenstein); Dwight Frye (Fritz); Lionel Belmore (Herr Vogel). [+]

Sinopse: Um louco cientista constrói um monstro a partir de diversas partes de cadáveres humanos. Porém, para o cérebro, ao invés de utilizar um normal, o de um perigoso criminoso é utilizado. Um raio dá vida ao monstro, o que indica que o horror está apenas começando...


Vai Lendo!

Chegamos nos últimos dias do ano com uma postagem ao som de trovões, e à luz de relâmpagos, retiro do fundo do baú dos filmes de terror mais influentes da história do cinema: Frankenstein. Um clássico majestoso, uma lenda cinematográfica, apesar de consideravelmente antigo, e que poucas pessoas realmente terem assistido, qualquer um é capaz de reconhecer o monstro com a cara azeda, cabeça chata e com os pinos no pescoço. Uma obra que ainda vive na cultura pop.


Laboratório com tecnologia de ponta.
Logicamente não se trata de um filme com super efeitos comparáveis aos filmes atuais, nem uma trama tão envolvente, mas em contra partida, é visualmente muito bem trabalhado e desenvolvido, com um bom figurino e uma maquiagem eternamente marcante. Frankenstein é uma das obras literárias mais adaptadas que já se ouviu falar, e o visual molde da criatura remendada nasce aqui, com a notável atuação de Boris Karloff, a qual o rosto transformado você encontra em facilmente todo lugar. Inúmeras referências ainda são feitas a esse filme, e provavelmente continuarão ocorrendo.



Olha o Boris aí!
As atuações ainda são um tanto exageradas, com diálogos curtos e diretos, desta forma, não se pode julgar a trama como elaborada. O filme todo é bem simples, me espantaria se alguém levasse um susto assistindo-o, porém é inegável dizer que, para a época, Frankenstein não tenha sido uma super produção, e um bom filme. Na década de 30, a Universal foi o principal estúdio a investir no gênero, e graças a ela temos tantas referências para os produtores contemporâneos e para séries familiares, como A Família Addams e Os Monstros. No caso desta obra, é facilmente identificável nos personagens Tropeço e Herman em seus respectivos programas.



Nunca ensinaram a essa menina a não falar com estranhos?
Frankenstein é um filme imperdível, pois é bem interessante de se ver, e impossível de não perceber as consequências de seu estrondoso sucesso não só na época, como também na atualidade. Inúmeras cenas inesquecíveis e eternas, não é a melhor adaptação do livro de Mary Shelly, porém é um pioneiro do terror de grande valor. Não veja com expectativas incompatíveis com a produção, nem com preconceito, pois é um dos poucos filmes de grande importância para a história e para a evolução do cinema.


Nota (0-10): 9,5


Trailer

Um comentário:

  1. Esse com toda certeza vai passar na frente na minha lista de "tenho de ver". *-*

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.