9 de dez de 2011

Especial Vincent Price

Vincent Leonard Price Jr. nasceu em 1911 na cidade de St Louis, no estado norte americano de Missuri, cresceu em um ambiente com fácil acesso a cultura e as tradições europeias por ser de família rica. A origem da fortuna da família Price se deve ao seu avô, Vincent Clarence Price, que inventou um creme em pó que branqueava os dentes e combatia o tártaro. O Vincent Price que conhecemos começou a sua carreira no teatro, mas logo entrou de cabeça no cinema, onde adquiriu fama.

Price se casou três vezes, primeiro com a ex atriz Edith Barrett, depois com Marie Grant e, por fim, com a atriz australiana Coral Browne, a qual teve o relacionamento duradouro. Price teve dois filhos: Vincent Barrett Price, do primeiro casamento, e Mary Victoria Price, adotada durante o segundo casamento. Vincent Price morreu em na cidade de Los Angeles, na Califórnia, devido a um câncer de pulmão devido a ter sido fumante durante a vida toda, o que lhe rendeu antes um enfisema na velhice, o ator também sofreu do Mal de Parkinson. Quando faleceu em 1993, Price tinha 82 anos. Em 2011, ele completaria 100 anos.

Atenção: Post Longo

Vai Lendo!


Vincent Price trabalhou em vários títulos, mas ficou famoso por seus papéis em filmes de terror e suspense, além de ter uma das vozes mais admiradas no ramo cinematográfico. Foram incontáveis participações que fez, seja como ator ou dublador, e se não fosse o bastante, realizou algumas aparições em outras mídias. Pode-se dizer que Hollywood adorava Price, e o utilizou o máximo que conseguiu. O ator já foi pirata, cientista, galã, vilão, mocinho, nobre, tirano... Praticamente ele já foi de tudo, e está presente em filmes que você nem sequer imagina, como Os Dez Mandamentos, quem acha que ele só fazia terror estava enganado.

Price como Baka no épico Os Dez Mandamentos.

Filmografia resumida:

Meu Reino por um Amor (The Private Lives of Elizabeth and Essex, 39)
A Torre de Londres (Tower of London, 39)
A Volta do Homem Invisível (The Invisible Man Returns, 40) 
A Canção de Bernadette (The Song of Bernadette, 43) 
Laura (44) 
As Chaves do Reino (The Keys of the Kingdom, 44) 
Amar foi Minha Ruína (Leave Her to Heaven, 45)
O Solar de Dragonwyck (Dragonwyck, 46) 
Choque (Shock, 46) 
Noite Eterna (The Long Night, 47) 
Os Três Mosqueteiros (The Three Musketerrs, 48) 
Abbott e Costello Encontram Frankenstein (Abbott and costello Meet Frankenstein, 48)
O Doido do Rádio (Champagne for Caesar,50), 
Museu de Cera (House of Wax, 53)
A Máscara do Mágico (The Mad Magician, 54) 
Seu Tipo de Mulher (His Kind of Woman, 51) 
Os Dez Mandamentos (The Ten Commandments, 56)
No Silêncio de uma Cidade (While the City Sleeps, 56) 
A História da Humanidade (The Story of Mankind,57) 
A Mosca da Cabeça Branca (The Fly, 58) 
A Casa dos Maus Espíritos (House on Haunted Hill, 58) 
O Monstro de Mil Olhos (Return of the Fly, 59) 
A Mansão do Morcego (The Bat, 59) 
Força Diabólica (The Tingler, 59) 
Bagdá (Bagdad, 59) 
A Queda da Casa de Usher / O Solar Maldito (The House of Usher, 60) 
O Poço e o Pêndulo / A Mansão do Terror (The Pit and the Pendulum, 61) 
Nefertiti, a Rainha do Nilo (Nerfetiti, the Queen of the Nile, 61) 
Robur, o Conquistador do Mundo (Rage of the Buccaneers, 61) 
Muralhas do Pavor (Tales of Terror, 62) 
Vício Que Mata (Confessions of an Opium Eater, 62) 
A Torre de Londres (Tower of London, 62) 
O Corvo (The Raven, 63) 
Diário de Um Louco (Diary of a Madman, 63) 
Farsa Trágica (The Comedy of Terrors, 63) 
O Castelo Assombrado (The Haunted Palace, 63) 
Nos Domínios do Terror (Twice-Told Tales, 63) 
A Máscara Mortal / Orgia da Morte (The Masque of the Red Death, 64) 
O Último Homem Sobre a Terra / Mortos Que Matam (The Last Man on Earth, 64) 
O Túmulo Sinistro (The Tomb of Ligeia, 64) 
A Máquina de Fazer Biquinis (Dr. Goldfoot and the Bikini Machine, 65) 
O Caçador de Bruxas (The Conqueror Worm / Matthew Hopkins: Witchfinder General, 68) 
O Ataúde do Morto-Vivo (The Oblong Box, 69) 
Agonia do Terror / Grite, Grite Outra Vez! (Scream and Scream Again, 69) 
Cry of the Banshee (70) 
O Abominável Dr. Phibes (The Abominable Dr. Phibes, 71) 
A Câmara de Horrores do Abominável Dr. Phibes / A Vingança do Dr. Phibes (Dr. Phibes Rises Again, 72) 
As Sete Máscaras da Morte / Teatro da Morte (Theatre of Blood, 73) 
A Casa do Terror / A Casa dos Rituais Satânicos (Mad House, 74) 
Jornada do Pavor (Journey Into Fear, 75) 
O Clube dos Monstros (The Monster Club, 80) 
Romance in the Jugular Vein (80) 
A Mansão da Meia-Noite (House of the Long Shadows, 83) 
Banho de Sangue na Casa da Morte (Bloodbath at the House of Death, 85) 
Do Sussurro ao Grito (From a Whisper to a Scream, 87) 
Policiais em Apuros (Dead Heat, 88) 
Edward Mãos-de-Tesoura (Edward Scissorhands, 90)



No filme da Disney chamado O Ratinho Detetive (1986), o vilão Professor Ratagão (Ratagan, no idioma de George Washington) foi dublado por Vincent Price. Isso é verdade e podem conferir quem for alugar a animação, ele não só dublou o personagem como também compôs várias das músicas cantadas pelo antagonista. Vincent também trabalhou como narrador, nesse caso, pode-se destacar a animação Vincent (1982), de Tim Burton, e a série Os 13 Fantasmas de Scooby Doo, o qual também dublou o personagem Vincent Van Ghoul.



Quem nasceu até 1992 deve lembrar dessas animações.

Nosso amado Vincent também deu uma passadinhas em algumas séries, porém, a mais inusitado foi no famoso seriado da década de sessenta Batman (com Adam West). Em um episódio Price encorpora o estranho vilão cujo nome não é só dedutivo, como também esquisito, o Cabeça de Ovo. É interessante ver que o ator que seria premiado nos festivais de terror Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films (em 1986) e o Fantasporto (em 1984) tenha participado em uma das séries mais zuadas já inventadas.

EGGSpectacular
Eu já disse que ele trabalhou em outras mídias, não é? Pois bem, lembram do grande hit de Michael Jackson, Thriller? A voz que aparece em alguns trechos, inclusive a famosíssima risada do final, pertencem a Vincent Price. Mais um ponto inusitado na carreira dele, pois quem iria imaginar que o ator faria uma participação na música do Rei do Pop? Óbvio que isso foi explorado na época nos EUA para divulgar a música, a mesma coisa foi feita com a canção The Black Widow, do Alice Cooper. Quem não acredita nisso, confira pessoalmente na música Thriller:


Outra coisa que talvez poucos saibam é que Vincent Price tem duas estrelas na Calçada da Fama, em Hollywood. Sim leitor, são duas, e como ele teve essa proeza? Simples: ele ganhou seu espaço por TV (pelas séries em que trabalhou) e outra por cinema. Agora quando você passear por lá (você mesmo, porque o DiMarte é pobre), não fique assustado ao ver pela segunda vez, nem pense que já deu uma volta inteira e nem percebeu. Já deu para sentir o como ele era influente antes de morrer: uma pancada de filmes e séries, inúmeras aparições, tá na música do Michael Jackson, trabalhou com a Disney e a Hanna-Barbera (atual Cartoon Network), além de ser mordido pelo Kako, o sapo (Kermit) no The Muppet's Show.



As estrelinhas dele.

Bem leitores do VA, acho não há muita coisa a se acrescentar depois disso, pois quem já assistiu Price sabe o quão responsa ele é, e quem nunca assistiu já sentiu o nível do ator. Acho que vale anotar alguns filmes dele lá em cima na filmografia e ver, pois 99.99% das obras são muito boas, independente do ano em que foram lançados. O que eu posso citar ainda é que alguns grupos musicais se inspiraram em Vincente, como as banda de rock Misfist e Wednesday 13 e o grupo de blues ZZ Top, para compor algumas músicas. Em outro caso, inspirou o nome da banda psicodélica Dr Phibes and the House of Wax Equations...






Espero que tenham gostado do especial sobre esse grande ator que foi Vincent Price, espero em breve montar um próximo Você Decide Vai Assistindo, e que mais pessoas também participem. Fiquem agora com uma seleção de fotos do ator. Consegue reconhecer todos os filmes?








Um comentário:

  1. Uma curiosidade: segundo alguns, Vincent Price também participou do álbum do Iron Maiden "The Number of the Beast" (1982). Na faixa título, ele narra um trecho da Bíblia (Apocalipse, capítulo 13 versículo 18). Outras fontes, porém, dizem que não foi Price quem gravou a introdução, e sim um outro narrador anônimo com a voz parecida. Muito boa a postagem, parabéns!

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.