12 de dez de 2011

+ 10 Melhores músicas temas de filmes de terror – Rock 2



Olá leitores roqueiros do VA. 

Trago a vocês mais uma edição da postagem que se tornou bem popular aqui no blog, a minha listinha extrovertida com mais dez musicas humildes. Agradeço a todas as sugestões, sério mesmo, porém, uma das propostas da lista é não repetir os artistas, mas mesmo assim obrigado! 

Para quem não viu ainda a lista anterior com + 10 (clique aqui) e curta a som alto. Para quem não gosta, leia a lista com música as cinco melhores músicas temas de filmes de terror para a bombar a sua festa. A seleção desta vez é exclusiva de filmes dos anos 2000 em diante, isso se dá pelo fato de que já são 25 artistas listados, e meu trabalho tem sido mais suado. Agora é hora de curtir um rock, aumente o volume e ouça esta seleção especial!


Vai Lendo!



For Whom The Bells Tolls - Metallica (Zombieland, 2009) 
Zumbilândia é um filme totalmente hilário, imperdível e impagável. O filme é tão metal, que quem é a música de abertura do filme? Do Metallica. Quem nunca tinha notado isso, coloque o filme no início depois de ouvir a música e veja o que você deixou passar despercebido. Eu adoro Metallica (\m/), mas como a canção possui pouca afinidade com a trama do filme (e por utilizada para criar contraste cômico) ela não foi para a lista principal.


Man Up – The Blue Van (Fright Night, 2011) 
Sugerida anonimamente, fiquei surpreso que ainda existe o rock misturado com o blues, e ainda mais pelo fato de estar fazendo parte de um filme que eu, pessoalmente, não considero de botar fé. O ritmo é animado, o grupo conseguiu atingir um grau nostálgico do gênero musical em seus primeiros anos e hits, e ao mesmo tempo moderno e com um leve espectro misterioso e sombrio. A música é bem apropriada para a ideia do remake, mesmo com sua qualidade ainda não julgada (o filme), visto que é um clássico modernizado, nada mias justo de que tal aspecto reflita na trilha sonora.




Anger Cage – Course of Nature (Nine Dead, 2010) 
Nine Dead é um filme tenso, e assim como em REC, a música só toca nos créditos. Apesar do ritmo meio alegrinho, o tema da música é vingança, exatamente a mesma ideia que ronda a trama. Engraçado como o ritmo pode enganar a gente, Course of Nature é uma banda consideravelmente boa, com um som bem bacana, vale a penas escutar. Recomendo também assistir a Nine Dead, que também é muito bom.



If Only - Queens of the Stone Age (Wrong Turn, 2003) 
Pânico na Floresta, nas palavras muito bem colocadas da Ninne, é aquele tipo de filme que todos esperavam que fosse um lixo, mas acabou surpreendendo muita gente. E realmente, eu nem sequer esperava que a trilha sonora do filme contasse com a participação do Queens of the Stone Age, além de realmente ser uma história boa. A canção não tem muita relação com a trama, porém estamos falando de Queens of the Stone Age, então pouco importa.



Elephant Woman – Blond Redhead (Hard Candy, 2005) 
Elephant Woman reflete perfeitamente o clima do filme. MeninaMá.com é brilhantemente insano, com uma personagem extremamente falsa e maquiavélica, além do fato de que trama é totalmente misteriosa e imprevisível. A canção passa exatamente a falsa tranqüilidade existente no início do filme, sendo tocada no desfecho, onde continuamos sem saber a verdadeira intenção da garota e lembramos o como ela parecia inocente no começo. É, as aparências enganam.


Bad Karma - Ida Maria (Scre4m, 2011) 
Outra sugestão anônima, e já apresentada na postagem sobre o filme, Bad Karma é uma música extrovertida, complementando o tom irônico e cínico de Pânico 4. Adoro ironia, porém não é exatamente isso que a utilização da música passa, ela apenas diz “olhe, não leve o filme tão a sério, sente e aproveite meu cinismo em minha falta de reverência enquanto tenta desvendar a trama”. É o tipo de canção que eu colocaria no volume máximo enquanto atropelaria filhotinhos em um veículo conversível envenenado.


Two Lane Blacktop - Rob Zombie (Venom, 2005) 
Polêmica detectada. O filme é ruim, e o artista tem uma reputação popular dividida entre adoradores e odiadores. Pessoalmente, eu até gosto um pouco do som do Rod Zombie, e fui surpreendido ao encontrar (ou ao menos ter percebido) que há filmes que o utilizam em sua trilha sonora, apesar de serem horríveis. A relação entre música e longa se deve ao fato de que o "zombie possuído" do filme dirige um caminhão, mas só.


Excess - Tricky (Thi13en Ghosts, 2001) 
Ao som de sussurros, temos a impressão de que quem canta é um ser vivo. Excess está presente em 13 Fantasmas e em A Rainha dos Condenados, que não por coincidência, são filmes que falam de fantasmas e vampiros, respectivamente. O som é um pouco alternativo, sendo suave e vago, como um monólogo em um quarto escuro. Em relação a 13 Fantasmas, sua utilização reforça um pouco o elemento sobrenatural do filme, sem ser necessariamente assustadora.


Stop, I'm Already Dead - Deadboy & The Elephantmen (Day of the Dead, 2008) 
A letra não é muito elaborada, porém é engraçado se pensarmos que ele fala “Pare, eu já estou MORTO” em um filme de ZOMBIES. O remake não é lá grande coisa, mas como adoro dizer, eu amo ironia, e é exatamente isso que a utilização dessa canção no filme retrata, a pura ironia de um morto-vivo avisar que já está morto. Deadboy & The Elephantmen fazem um belo serviço acústico, ficam no final mesmo por culpa do filme, mas tudo bem.


Sad World – Simon Steadman (Slither, 2006) 
Seres Rastejantes é ruim, e a música não é o que se diria apropriada para a temática do filme. Sad World é uma música interessante, porém sua relação com Seres Rastejantes não é só nula como também não faz sentido, pois as temáticas são divergentes. A canção é boa, o problema mesmo é o filme, que é muito mal trabalhado. Para quem gosta de um som um pouquinho retro (mesmo o artista sendo novo), Sad World é uma boa pedida.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.