18 de nov de 2011

Projeto Labirinto


Autores: Renan Barreto
Editora: Multifoco
Ano de lançamento: 2011
Número de páginas: 152

Sinopse

Até onde você iria para conseguir de volta sua liberdade ?
Você está pronto para enfrentar seus piores medos e angustias ?
Estas são somente algumas perguntas que estão no novo livro de Renan Barreto.

Vai Lendo !

Na última segunda feira cheguei completamente destruído do trabalho, foram quase 40 horas acordado ... Ao chegar em casa me deparo com um exemplar do livro “Projeto Labirintho” do escritor carioca Renan Barreto. Enquanto preparava meu café resolvi correr os olhos pelo livro. Pronto, fui pego na armadilha do livro.

É exatamente isso, o livro atrai a atenção do leitor logo nas primeiras páginas, é um daqueles romances que você não quer parar enquanto não conseguir entender tudo que está se passando na história. Para que possam ter uma idéia, terminei o livro em pouco mais de duas horas.

A história narra às aventuras, e por que não dizer desventuras, de seis personagens. Que de alguma forma acordam dentro de uma cela em um lugar esquecido por Deus. Para poderem fugir e voltar as suas vidas normais cada um dos personagens deverá enfrentar seus medos e traumas, em um crescente jogo de suspense e terror.

Escrito de forma diferenciada, cada capítulo é apresentado como se fosse um episódio de um seriado com um enfoque diferente dentro do enredo, é desafiador para o leitor. Alguns momentos em flashback sobre o passado dos personagens são apresentados desta forma.

No enredo há uma mistura de elementos pop e alguns da literatura clássica, alguns leitores irão identificar prontamente referencias de filmes, seriados e outros livros. O próprio autor indica algumas de suas referencias no inicio da obra, não vou apontá-las aqui para não fazer um spoiler, mas posso dizer que há influencia até do mundo dos games.

Alguns podem pensar que o grande número de referencias atrapalha a leitura ou que o livro é composto de uma colcha de retalhos de releituras. Nenhuma destas hipóteses é verdadeira.

A leitura é tranqüila, com uma diagramação agradável. As referencias estão lá, algumas são bem obvias, outras estão mais escondidas, outras permitem ao leitor fazer relação com elementos que não foram abordados pelo autor, contudo podem ser facilmente “enquadrados” no enredo, por exemplo ao final da leitura eu fiz relações de determinadas partes do livro com o filme “Meninos do Brasil”, mídia que não foi aproveitada pelo autor, mas que se molda perfeitamente alguns aspectos da história.

A narrativa em forma de episódios pode deixar o leitor menos atento um pouco perdido na linha temporal em alguns momentos, mas isso não atrapalha o conjunto, pois as respostas a essas indagações são logo apresentadas, conferindo ao romance um ritmo acelerado. Isso dá ao leitor a sensação, as vezes um pouco perturbadora, de estar também preso no Labirintho do título.

A ambientação é muito bem articulada, de tal forma que a história poderia se passar em qualquer parte do globo, somente em alguns momentos do livro é que somos informados que a trama se passa em nosso país. Ponto para o autor que apresenta uma história que funciona em qualquer tempo e espaço.

O livro termina deixando o leitor com vontade de um pouco mais. Sobretudo mais respostas, sim porque para os leitores mais atentos algumas perguntas soltam nas entrelinhas do livro ficam ainda abertas.

Resta esperar que o autor nos brinde com alguma continuação, pois é muito fácil pegar o gosto de se perder neste labirinto.

O livro será lançado nacionalmente hoje às 20h, no Bistrô do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, o MAC, cujo endereço é Mirante da Boa Viagem, s/nº. Niterói, RJ.

A conferir com certeza.
Nota: 8,5

Boa leitura, crianças !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.