19 de out de 2011

Pânico na Neve (Frozen)

Título no Brasil: Pânico na Neve
Título Original: Frozen
País de Origem: EUA
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 93 min. 
Ano de Lançamento: 2010
Estúdio/Distrib.: Anchor Bay Films
Direção: Adam Green 

Elenco: Emma Bell (Parker O'Neill); Shawn Ashmore (Joe Lynch); Kevin Zegers (Dan Walker); Rileah Vanderbilt (Shannon); Ed Ackerman (Jason); Adam Johnson (Rifkin); Christopher York (Ryan). [+]

Sinopse: Um dia típico nas montanhas se torna um pesadelo gelado para três esquiadores que ficam presos em um teleférico antes de sua última descida. A equipe da estação de esqui desliga as luzes da pista e o trio percebe, em pânico, que foram esquecidos. Com hipotermia e queimaduras de frio, os amigos são forçados a tomar medidas extremas para sair da montanha, antes que morram congelados.

Vai Lendo!

Pânico na Neve é mais um filme em que podemos ver como certas pessoas podem ser muito burras, ou muito azaradas. Vou ser direto logo no primeiro parágrafo: o trailer engana bem. Parece ser um espetacular suspense, com uma boa tensão e realista, porém não passa de uma trama bem regular que apela mais para o desgaste físico do que psicológico dos personagens. Não sou muito de elogiar personagens secundários, mas os lobos roubam mais as cenas do que os próprios atores humanos, devo parabenizar o adestrador.

Idiotas fazendo idiotices.
A ideia tinha um potencial monstruoso que poderia ter sido extremamente explorado, só que tem gente com grana que prefere lançar um sucessinho temporário para atrair jovens que se impressionam fácil (por favor, estamos falando de Pânico na Neve, não em Atividade Paranormal). Apesar do enredo fraco, uma coisa eu tiro o meu chapéu: a dinâmica. São 93 minutos que passam quase que despercebidos (eu disse quase), mesmo com os diálogos fracos, situações que beiram entre o trágico, o óbvio e o cômico, o tempo realmente voa.

Garota, você entrou na maior fria.
Eu já elogiei o elenco canino? Pois esse merece destaque. Nunca vi cães com o olhar tão expressivos em um filme, com a capacidade de passar tanta frieza e inteligência em uma única encarada. Não sei se alguém irá concordar comigo sobre isso, mas havia mais emoção nos olhos dos cães do que nas faces dos atores. Talvez eu esteja exagerando, porém continuo a dizer que esses caninos souberam ter presença em cena, mais do que muito ator popular por aí.

“Que boca grande você tem.”
Voltando para os humanos. A situação em que se encontravam os personagens exigia um desempenho bem melhor do que é visto, não querendo menosprezar ninguém. Os roteiristas também têm culpa por darem pouca importância ao psicológico, pois numa situação dessas é bem fácil ter, no mínimo, um surto momentâneo. Por mais que eles tenham tentado, os personagens são planos e estereotipados, além de rodeados por vários clichês.

Nota (0-10): 6

Trailer

3 comentários:

  1. Achei o Filme bem legal, merecia uma nota um pouco mais superior. Gostaria de ver a Critica de Treak or Treat - Contos do dia das Bruxas

    ResponderExcluir
  2. Desculpem-me, tanto DiMarte quanto quem postou o comentário anterior, mas o filme é um lixo.
    Concordo plenamente que os lobos são os melhores "atores" de todo o filme, e MUITO melhores.
    Sem me prolongar, até Apollo 18 conseguiu ser melhor - olha como isso é grave!
    Deveria ter deperdiçado minha tarde vendo faustão ao invés desse filme....

    ResponderExcluir
  3. Gostei do filme, ele é engraçado!

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.