19 de set de 2011

Drácula (Dracula)

Título no Brasil: Drácula
Título Original: Dracula
País de Origem: EUA
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 75 min. 
Ano de Lançamento: 1931
Estúdio/Distrib.: Universal Studios 
Direção: Tod Browning 

Elenco: Béla Lugosi (Conde Drácula); Helen Chandler (Mina Harker); David Manners (John Harker); Dwight Frye (Renfield); Edward Van Sloan (Van Helsing); Herbert Bunston (Doutor Jack Seward); Frances Dade (Lucy Weston).[+]

Sinopse: Drácula é um conde vindo dos Cárpatos que aterroriza Londres por carregar uma maldição que o obriga a beber sangue humano para sobreviver. Após transformar uma jovem em vampira ele concentra suas atenções em uma amiga dela, mas o pai da próxima vítima se chama Van Helsing, um cientista holandês especialista em vampiros que pode acabar com seu reinado de terror.

Vai Lendo!

Filmes de vampiros são muito populares, e também muito comuns na história do cinema. Tudo graças à obra literária que dá nome a esse filme clássico e bem singular. Drácula é um filme um tanto esquisito de se assistir, pois não se trata de uma trama totalmente explorada, além de possuir muitas caretas quase que irônicas nas atuações. Mesmo assim, temos um vampiro eternizado pela face de Béla Lugosi, como o espertinho e galã Conde Drácula.

Drácula, o vampiro com um bom guarda roupa.
O filme, se visto hoje, é capaz de provocar bons risos, a maioria devido ao “olhar hipnotizador” do Drácula. Mas sejamos razoáveis, pode até ser cômico, porém o seu desempenho é bem notável, se destacando bem em relação ao restante do elenco. Clichês reinam esse longa de forma assustadora, de modo que qualquer criança preveja o fim, com personagens muito estereotipados e poucos realmente sérios. Até mesmo o grande oponente do vampiro é duvidoso, Van Helsing se apresenta quase inexpressivo e sem graça.

O Olhar da Hipnose!
Falar mal de clássicos sempre leva a más interpretações. Se digo que o filme é ruim ou bom, não importa muito, pois sua importância cultural continuará inabalada. Drácula não é tão fraco, é diferente e difícil de analisar, como a maioria dos grandes pioneiros em qualquer gênero. Seria totalmente tolo esperar que um filme de 1930 tivesse a qualidade de um de 2000! Sempre levo em consideração a época do lançamento, para evitar ser injusto.

Van Helsing: “Essa é uma foto do Justin Bieber.”
Dentro das possibilidades existentes na época, Drácula é um filme regular, com um roteiro não totalmente concluído, mas de qualidade mediana. As atuações são até que boas, porém há uma falta de “encarnação” nos demais personagens, e que só ocorreu com o protagonista, mesmo com o desempenho considerável do ator que interpretou o doido do Renfield. Vale dar uma conferida, nem que seja para matar a curiosidade.

Nota (0-10): 6

Trailer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.