20 de ago de 2011

O Gato Preto (The Black Cat)

Título no Brasil: O Gato Preto
Título Original: The Black Cat
País de Origem: EUA
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 65 min.
Ano de Lançamento: 1934
Estúdio/Distrib.: Universal Pictures
Direção: Edgar G. Ulmer 

Elenco: Boris Karloff (Hjalmar Poelzig); Bela Lugosi (Dr. Vitus Werdegast); David Manners (Peter Alison); Julie Bishop (Joan Alison); Harry Cording (Thamal). [+]

Sinopse: Em lua-de-mel na Hungria, Joan e Peter Allison dividem uma cabine de trem com o Dr. Vitus Verdegast, um cortês mas sofrido homem, que está retornando para as ruínas da cidade que defendeu antes de se tornar prisioneiro de guerra por 15 anos. Verdegast disse que está ali para visitar Hjalmar Poelzig, um velho amigo, mas na verdade se trata de um acerto de contas. Após saírem do trem eles pegam um ônibus, que durante uma tempestade sofre um acidente. Eles buscam abrigo na casa de Poelzig, que por ser engenheiro fez uma casa bem diferente. Mas o que acontece dentro daquelas paredes é muito mais estranho do que eles imaginam.

Vai Lendo!

É totalmente desnecessário reforçar a ideia de que se trata de um clássico do cinema, e que assisti-lo é indispensável. Ainda mais para fãs de Edgar Alan Poe, a qual um de seus contos serviu de base para essa adaptação. As atuações são bem marcantes, mesmo sendo repleto de clichês.

Você já viu esse cara, com uns pinos no pescoço.
Tristemente eu digo que o filme transborda de clichês, e apesar de boas, as atuações são muito melodramáticas para meu gosto. Entretanto, devemos lembrar que O Gato Preto é um filme da década de 30, portanto segue as exigências que a indústria cinematográfica impunha, e mesmo assim consegue ser original e intrigante.

Antigamente os atores compensavam o roteiro, mas hoje... nada salva.
Mesmo sendo um filma curto, o filme consegue prende o espectador contemporâneo, algo difícil de obter de uma obra do cinema tão antiga. A trama psicológica é muito bem explorada, o mesmo pode-se dizer do roteiro e da maquiagem. Por outro lado, o excesso de “músicas de fundo” prejudica um pouco o clima de suspense.

Nada como um duelo de xadrez para decidir destinos.
Enfim, O Gato Preto é um filme respeitável e muito bem feito, levando em consideração os padrões da época em que foi realizado. As abordagens do filme não são capazes de assustar, pois vivemos em uma época mais endurecida, sendo mais difícil de nos chocar. Vale muito assisti-lo.

Nota (0-10): 8

Trailer

Um comentário:

  1. Concordo com a nota tipo o filme é muito bom, Meu pai realiza aqui para as crianças de bairros carentes sessões de cinema comunitário ai eu ajudo a rodar os filme e justamente um dos nossos mais antigos é o Gato preto valeu galera do Vai assistindo

    ID Serial Killer

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.