6 de mai de 2011

Nosferatu, uma sinfonia do horror (Nosferatu - A symphony of horror)

Título no Brasil: Nosferatu, uma sinfonia do horror
Título Original em Alemão: Nosferatu, eine symphonie des grauens
País de Origem: Alemanha
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 94 min.
Ano de Lançamento: 1922
Estúdio/Distrib.: Film Arts Guild
Direção: F. W. Murnau
Elenco: Max Schreck (Conde Orlok / Nosferatu); Greta Schröder (Ellen Hutter); Karl Etlinger (Matrose); John Gottowt (Professor Bulwer); Ruth Landshoff (Lucy Westrenka); Georg H. Schnell (Westrenka); Gustav von Wangenheim (Thomas Hutter); Gustav Botz (Dr. Sievers). [+]

Sinopse: Hutter (Gustav von Wangenheim), agente imobiliário, viaja até os Montes Cárpatos para vender um castelo no Mar Báltico cujo proprietário é o excêntrico conde Graf Orlock (Max Schreck), que na verdade é um milenar vampiro que, buscando poder, se muda para Bremen, Alemanha, espalhando o terror na região. Curiosamente quem pode reverter esta situação é Ellen (Greta Schröder), a esposa de Hutter, pois Orlock está atraído por ela.


Vai Lendo!



Nosferatu é, de forma incontestável, um clássico do cinema. Avaliá-lo requer uma compreensão da época em que foi lançado, pois estamos falando de 1922, e não 1980 em diante. Para as primeiras décadas do cinema, este filme não foi só criativo, mas como também ousado, antes o gênero terror era muito mal visto (mais do que atualmente), e as técnicas de filmagens e efeitos arem muito simplórias. Entretanto, mesmo com essas limitações, o filme é visualmente belo e inovador.

Perdeu alguma coisa, amigo?

As atuações são um pouco forçadas, mas visando que é um filme mudo, são até aceitáveis. Os efeitos de sombra e luz são fantásticos, e a maquiagem do vampiresco protagonista não é só marcante, como também bem feita (dentro do contexto histórico). O filme não trás nenhuma surpresa, dificilmente alguém de nosso tempo ache esse filme assustador, mas é incontestável sua forte influência na cultura popular.


"Who knows what evil lurks in the hearts of men? The Shadow knows ..."

Eu só fico imaginado a reação do público que assistiu a esse filme naquela época. Provavelmente foi um choque: sombras que se movem sozinhas, um vampiro que aparece e desaparece, rápido e horrível. É fácil perceber que Nosferatu é uma adaptação do livro Drácula, entretanto, por razões de direitos autorais, os personagens tiveram seus nomes alterados, mas nada que comprometa a qualidade do filme.

Grandes efeitos especiais (para a época).

Mesmo quem não goste do filme, deve respeitá-lo, pois ele é um dos grandes pioneiros do gênero terror. Apesar de ser bem série B e não apresentar uma trama tão complexa, não se pode negar sua importância histórica. Nosferatu é um personagem selvagem, um ser quase que animalesco, um dos primeiros monstros que viriam a aparecer e tirar a noite de sono de muita gente.


Nota (0-10): 8,5

Trailer



2 comentários:

  1. Dizem que o ator que fez o vampiro era realmente muito feio na vida real e que a maquiagem na verdade deu uma melhorada na aparência do cara.

    Eu, hein!

    gatosmucky.blogspot.com

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.