9 de mai de 2011

Demônio (Devil)

Título Original: Devil
País de Origem: EUA
Gênero: Terror/Suspense
Tempo de Duração: 80 minutos
Ano de Lançamento: 2010
Estréia no Brasil: 26/11/2010
Estúdio/Distrib.: Universal Pictures
Direção: John Erick Dowdle

Elenco: Chris Messina (Detetive Bowden), Logan Marshall-Green (Mecânico), Bojana Novakovic (Sarah Caraway), Bokeem Woodbine (Guarda Benjamin Larson), Jenny O'Hara (Senhora), Geoffrey Arend (Vendedor), Jacob Vargas (Ramirez), Matt Craven (Lustig), Joshua Peace (Detetive Markowitz).

Sinopse: Em um dia comum cinco pessoas normais têm suas vidas viradas do avesso ao entrar em um elevador que simplesmente para de funcionar. O que não se dão conta é de que o demônio está entre eles. O detetive Bowden (Chris Messina) está no mesmo prédio atendendo a um chamado de suicídio, e ao perceber estranhos acontecimentos tenta controlar a situação.

Vai Lendo!


É muito sério quando digo que não esperava absolutamente nada desse filme. Na verdade achei que seria um lixo. Não vi trailer nem nada, só cheguei a conclusão de que seria um lixo por causa do título (que pareceu-me "bobo") e pela história que fiquei sabendo por outras pessoas: um grupo de indivíduos presos num elevador e um deles é literalmente o diabo.

Um deles é o diabo. Quem será? 

Comecei a ver e logo de início o filme já chamou minha atenção com uma excelente (e tensa) trilha sonora e uma abertura muito criativa, mostrando a cidade de cabeça para baixo. Porém, também  apenas nesse início, algo me deixou menos contente com o filme: "produced and written by M. Night Shyamalan". Sim meus caros, essa foi a parte do filme em que mais me assustei. Sério. Quase parei de ver o filme. Não vou expressar minha raiva e desprezo por M. Night Shyamalan nessa postagem, pretendo fazer isso na postagem do filme Fim dos Tempos, mas já deu pra perceber como adoro esse cineasta. Apesar dos pesares continuei assistindo o filme. Juro que se tivesse escrito Uwe Boll no início eu tinha de fato parado de assistir (imaginem um filme dirigido por M. Night Shymalan e produzido pelo Uwe Boll =S).

 
Fica difícil resolver a situação num local quando você não pode estar lá também... 

Por sorte o roteiro do filme foi feito por Brian Nelson (30 Dias de Noite) baseado numa história de M. Night Shyamalan e produzido por Sam Mercer e M. Night Shyamalan. Tá que o Sam Mercer também foi produtor de vários fracassos do M. Night Shyamalan como O Último Mestre do Ar (vencedor do Framboesa de Ouro 2011 por pior direção, roteiro, filme a utilização da tecnologia 3D), A Dama na Água  (Indicado ao Framboesa de Ouro 2007 por pior filme e vencedor de pior diretor) e Fim dos Tempos (indicado ao Framboesa de Ouro 2009 por pior direção, roteiro e filme). O ponto é que M. Night Shyamalan não fez nada sozinho nesse filme e nós agradecemos. A direção ficou por conta do novato John Erick Dowdle, o mesmo diretor de Quarentena que apesar de ser um remake ridículo não podemos negar que ficou muito mais tenso que o original REC (exceto o final, que ficou uma droga).

Finalmente atendendo os inúmeros pedidos de quem está assistindo. Sério, o elevador fica escuro várias vezes e ninguém pensa em usar a luz do celular? 

Vendo assim, parece que juntaram um bando de cineastas que fazem filmes mais ou menos para ver se  juntos eles conseguiriam finalmente realizar algo verdadeiramente bom. E conseguiram. Demônio (Devil) surpreende.  Não é um terrorzão como muitos podem imaginar por causa do nome, mas sim um suspense muito interessante e tenso.

A trilha sonora ficou espetacular assim como a fotografia do filme. As atuações são muito boas, só no começo quando todos se encontram no elevador que achei meio forçado e artificial a maneira como um falava com o outro. Eles são grossos um com o outro logo de início e ficam fazendo piadinhas. Achei muita intimidade para pessoas que acabaram de se conhecer. Mas tudo bem, podemos dizer que agiram assim por causa da situação tensa, afinal estão todos presos dentro de um pequeno elevador.

  
 Vai adiantar ficar com a mão na parede se um for o diabo? Sério?

Tambérm pensei que o filme se passaria o tempo todo dentro do elevador, ao estilo do Enterrado Vivo (Buried) com Ryan Reynolds. Ainda bem que me enganei, pois este não é o caso de Devil. O filme em si fica confinado ao prédio onde está ocorrendo tudo, só que não percebemos essa limitação de cenários. Tudo ocorre de forma tão intensa e interessante que não dá para achar ruim do filme inteiro se focar apenas em um edifício. Aliás, não consegui achar nenhum pouco ruim da história inteira ocorrer em apenas um local. Seja no elevador, num escritório ou saguão principal, tudo ocorre somente dentro do edifício com apenas algumas filmagens externas no início do filme. E isso não atrapalha em nada a qualidade dele. Não ficou aquele tipo de filme que sentimos falta de mais cenários. Ficou ótimo, mesmo sendo limitado nessa parte.

 
Sim, o elevador está lá, parado e não há nada que você possa fazer para mudar isso.

Acertaram na trilha sonora, na fotografia, nos cenários, nas atuações, em praticamente tudo nesse filme. Alguns não gostaram pois acharam que seria mais um filme de terror com  monstros, gosma, tripa e sangue. Então se você ainda não assistiu, tenha em mente que Devil é apenas um filme de suspense com uma história muito interessante e momentos realmente muito tensos.

Nota (0-10): 9 (é um ótimo suspense, só um ou outro detalhe que não gostei muito e comentarei mais abaixo).

Trailer


Curiosidades

 - Demônio é o primeiro conto de M. Night Shyamalan (O Sexto Sentido) que ele adapta para o cinema na série de filmes baseado em suas histórias que ele batizou de The Night Chronicles e que serão realizados por jovens talentos do cinema;

- Durante o processo de seleção, a empresa do cineasta recebeu uma enxurrada de pedidos para pilotar Devil. Ele conta que recebeu The Poughkeepsie Tapes, dos irmãos Dowdle, gostou do que viu e pediu para a Screen Gems uma cópia de Quarentena. Como ficou abismado com o resultado, a escolha foi natural;

- O diretor John Erick Dowdle é o mesmo de Quarentena. adaptação hollywoodiana de [REC];

- Ele e seu irmão Drew Dowdle (produtor executivo de Demônio) participaram do desenho de produção de Cloverfield - Monstro;

- A produção optou por fazer um elevador mais profundo ao contrário de mais largo, comum em edifícios comerciais, para aumentar a sensação de "enterrado vivo" dentro dele, principalmente, quando se está longe da porta que, teoricamente, está ligada "a salvação" de quem está preso;

- Por coincidência, é o segundo filme seguido que a atriz Bojana Novakovic tem o diabo como personagem da história. Ela é a filha da velha que roga uma praga para o personagem principal de Arraste-me para o Inferno que estreou em 2009;

- Demônio foi rodado em Toronto. Para os cinéfilos mais atentos que estranharam uma produção de Shyamalan fora da Filadélfia, o cineasta diz que tem carinho especial pela cidade porque ele apresentou no Festival Internacional de Toronto seu primeiro longa rodado na Índia aos 21 anos.

Sobre alguns detalhes do filme...

- Sempre tem um mexicano, porto-riquenho, cubano, asiático ou africano que conta histórias sobre demônios, fantasmas ou rituais de magia negra. Pense: quantos filmes de terror/suspense você já viu em que tinha um cara  ou mulher com feições latino-americanas e andava para todos os lados segurando um terço nas mãos e  fazendo preces em espanhol? Quantos filmes você já viu onde tinha um asiático falando sobre espíritos? Sempre tem alguém assim! E sinceramente, já está irritando. Em Devil também tem um personagem desse jeito, o Ramirez. Ele fica falando sobre o diabo, orando em espanhol e como sempre no final ele tinha razão, mas ninguém escutava ele. Sério, isso já virou clichê em filmes de terror e suspense.

- Mesmo detestando M. Night Shyamalan tenho que admitir que ele tem até boas histórias para filmes. Só não sei se Devil fosse dirigido e produzido por ele seria tão bom assim... De qualquer modo, se você detesta o Shyamalan, tente dar uma chance para esse filme. Vale a pena.

- Conversando com o policial, Ramirez fala algo do tipo: "você já viu quando uma criança cai, esbarra na mesa mas passa centímetros longe da quina?  Quando o diabo está por perto, as coisas dão errado, crianças batem na quina, etc."  Aí ele pega um pedaço de pão com geléia, joga pra cima e o pão cai com o lado da geléia para o chão, aí ele diz "viram, deu errado, isso é quando o diabo está por perto, as coisas dão errado!". Não citei exatamente como ele disse, mas foi basicamente isso. Ridículo. Ri dessa cena. Momento típico Shyamalan, lembram que no Sexto Sentido teve algo do tipo? O garotinho no filme diz para o personagem do Bruce Willis: " Sabe quando do nada você sente um frio e os pelinhos do braço se arrepiam? É quando eles (espíritos/ gente morta) estão por perto" (também não me recordo  muito dessa frase, mas era mais ou menos isso). Provavelmente essas falas são uma tentativa do Shyamalan de passar um medinho na gente. Pode ter funcionado no Sexto Sentido, mas repetir isso novamente... é tosco.

- O filme é narrado por um cara (talvez seja a voz do próprio Shyamalan) que conta que quando ele era pequeno sua mãe falava sobre uma história, de que o diabo as vezes anda pela terra, se disfarçando de pessoas como nós. Ao decorrer do filme ele vai contando todos os detalhes dessa história. Outro ponto bem "Shyamalan", que pode agradar uns e desagradar outros. Achei legal, mas acho que se não tivesse ninguém narrando e explicando tudo a história também teria ficado boa.

9 comentários:

  1. Eu tava louco para assistir a esse filme, mas, como sempre, os filmes que quero assistir piscam nos cinemas...
    Realmente parece ser bom, vou ver se baixo ou alugo para ver.

    ResponderExcluir
  2. O "Shambalaia" (como costuma dizer um amigo meu) se perdeu em algum momento da vida, pq os filmes deles são um fracasso ultimamente, mas esse como ele não dirigiu ficou razoavel.

    ResponderExcluir
  3. Ninne, eu geralmente tendo a concordar com vc, mas desta vez nao e' o caso. Eu achei este um filme bem fraco, no maximo mediano. Logo no inicio, os personagens se comportam como completos babacas, tds sao antipaticos d alguma forma. Eu sei q oq o shyalaman queria com isso e' levantar suspeitas para tds, mas por outro lado isso acaba deixando o publico sem ninguem para torcer no filme. Os atores nao sao la mto bons,e varios parecem irritantes d tanto gritar.

    Mas o pior d td e' o suspense do filme. Pra mim,essa ideia d alternar cenas do elevador com cenas do lado d fora so' atrapalhou. Pq sempre q o suspense dentro do elevador era construido e o clima ficava tenso, a cena mudava para o lado d fora, quebrando a corrente. Deveria ser q nem abismo do medo, com os personagens presos no elevador o tempo td e apenas a voz do cara do lado d fora falando. Isso sim q daria aquele clima claustrofobico. Eu ate q gostei da identidade do demonio, me pegou d surpresa por causa d uma carta na manga q eles fizeram. Mas acho q poderia ser melhor,pq esse tipo d pessoa sendo revelado como o vilao ja foi visto muitas vezes. E ao meu ver o filme nao tem um climax, quando parece q vai ter aquela sequencia apavorante o filme acaba. Sim,existem coisas boas nele. E' bem dirigido e a ideia e' mais original do q a maioria dos filmes d terror. Mas no total achei um fracasso. Nota 5.

    OBS: Eu nao detesto o Shyalaman nem um pouco, embora concorde q os filmes dele nos ultimos tempos tenham sido grande coisa. Eu acho q ele tem sim bastante talento, mas a ansia dele d surpreender o publico acaba sempre falando mais alto. Nao vou dizer "oh,q droga" depois d saber q o filme X e' dele. Ele pelo menos sempre tenta uma coisa original, ao inves d apelar para historias cliches.

    ResponderExcluir
  4. Gabriel

    Tbm ñ gostei do começo desse filme e a maneira como os personagens se comportavam. Concordo plenamente com vc em relação a isso. Ficou idiota o comportamento deles.

    Bom, vendo por esse lado, teria ficado mesmo interessante se as cenas fosem mais no elevador, ainda mais nos momentos tenso. Mas achei legal alternar um pouco... Acho q se ficasse só nesses momentos tensos lembraria mto Quarentena por exemplo, aí iam falar q é por causa do diretor. Eu ñ esperava mto desse filme, vai ver por isso gostei tanto. Poderia ter mais suspense, ser mais tenso...mas na minha opinião, ficou na medida certa.

    Maldade sua nota hsuhausa Brincadeira, entendo perfeitamente o q vc explicou.

    Pois então, ele tem boas ideias. A Vila por exemplo, é um ótimo filme com uma ideia excelente. Porém os trailers e a forma como ele foi divulgado, parecia q era um terrorzão e ñ foi o caso. Aí todo mundo odiou. Mas a história era mto boa. Assim como outros filmes dele, tem histórias ótimas. Só Dama na Água e Fim dos tempos q achei completos lixos. História, cenas...tdo uma droga. O Último Mestre do Ar é bacaninha...mas tosco. Mto tosco.

    ResponderExcluir
  5. Discordo, achei o filme bem fraco. De início ja desconfiei quem era o demônio. Sem contar aquele final bonitinho...

    ResponderExcluir
  6. Concordo com vc, o filme é tenso, a trilha é ótima e só pelo fato de não ter um monstro gosmento o filme já tem um mérito a mais. Gostei do filme, mas ao contrário de vc, adoro o "shambalaya". Só não assisti o The last Airbender. Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, concordo super com vc! Quando olhei pra cara do filme tmb não dei nada por ele, mas depois que assisti gostei muito! Vale relembrar o ditado: Nunca julgue um livro(ou no caso, um filme, pela capa) ;)

    ResponderExcluir
  8. SPOILER

    cra,desde o começo eu sabia que era a veinha o demonio,serio,e sempre assim


    FIM DE SPOILER

    ResponderExcluir
  9. Esse filme realmente surpreendeu-me!
    Não botei fé nele xD
    Eu assisti porque eu sempre assisto os filmes para ver como é. Não gosto de ficar criticando algo que não assisti só porque vi um trailer malfeito...não que o deste seja.
    Gostei bastante :)

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.