13 de mai de 2011

Death Note

Título no Brasil: Death Note
Título Original em Japonês: デスノート
País de Origem: Japão
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 125 min.
Ano de Lançamento: 2006
Estúdio/Distrib.: Warner Bros.

Direção: Shusuke Keneko 

Elenco: Tatsuya Fujiwara (Raito Yagami); Kenichi Matsuyama (L); Asaka Seto (Naomi Misora); Shigeki Hosokawa (Agente Ray); Shunji Fujimura (Watari); Takeshi Kaga (Souichiro Yagami); Shido Nakamura (Ryuuku/voz). [+]


Sinopse: Um caderno misterioso cai nas mãos de Raito, um estudante exemplar. Após descobrir que o estranho objeto tem o poder de matar com apenas o nome da pessoa, Raito elabora um grande esquema de “purificação” do mundo. Quando os assassinatos suspeitos começam a ficar freqüentes, uma equipe, liderada pelo detetive internacional “L”, é formada para combater o assassino, apelidado de “Kira”.

Vai Lendo!


Uma palavrinha do escritor

Hoje é Sexta-Feira 13, um dia que normalmente as pessoas julgam "azarada" ou "amaldiçoada". Para o dia de hoje, eu tinha preparado um post imenso sobre a saga Friday the 13th, o que me rendeu um dia inteiro trabalhando apenas nele. Entretanto, quando fui postar, o Blogger estava fazendo manutenção na rede, e fiquei a manhã inteira sem conseguir acessar. Quando retornou, meu post especial para hoje havia sido apagado, e o backup em meu pendive deletado.
Então, aproveitem esse post de hoje, e tenham cuidado, pois a praga da Sexta-Feira 13 já me pegou...(música de suspense)

De volta para o Filme


O filme é um Live-Action de um dos mangás mais famosos que existem: Death Note. A história não é só brilhante, mas como também é original, e mostra como o poder pode corromper até as melhores intenções (como já dizia minha mãe: de boas intenções o inferno está cheio). Em comparação com outras adaptações com atores (live-action) de mangás e animes, Death Note deve estar entre as mais investidas, rendendo uma triologia: Death Note, Death Note – The Last Name e L: Change the World.

O shinigami Ryuuku, o verdadeiro dono do caderno (efeitos visuais toscos).

Como toda adaptação, a história do filme não é tão boa quanto à original, mas deu pra quebrar o galho. Os efeitos especiais são tosquinhos, algumas atuações são medianas, mas o roteiro foi bem elaborado. Os atores que interpretaram Raito e L estão surpreendentes, sendo o último muito parecido com o personagem da mangá. Eu sei que eu disse que o roteiro é bem elaborado, mas não signifique que seja “um dos melhores roteiros que já vi na minha vida”, ele é capaz de pregar algumas peças no espectador (mesmo naqueles que já acompanharam a série).

Uma rápida comparação.


O filme nos deixa em grande expectativa, e nos faz parecer burros em comparação aos personagens centrais da trama. Quando tudo começa a esquentar, o filme acaba, daí só assistindo o segundo para finalizar a trama. Em ambos os filme eu senti falta de alguns personagens (como o Mello e o Near), mas entendo que tiveram que cortar muita coisa, se não iria se tornar um filme ruim e cheio de continuações... E ninguém ia patrocinar uma trama que não se conclui em até 3 filmes (com a exceção do George Lucas, mas a história era dele).

What’s up people?

Existe uma linha tênue entre fã de filmes nipônicos e otakus, este filme, por exemplo, é mais voltado para os otakus (grupo ao qual eu superficialmente pertenço), mas nada que impeça de outras pessoas acharem bacana. Death Note é o tipo de filme para se assistir num dia chuvoso ou num domingo à tarde. Não promete grandes emoções, mas é um bom entretenimento, vale apena assistir.

Nota (0-10): 6

Trailer


Curiosidades

- Em 2009, Warner americana comprou os direitos do filme para fazer um remake. Em 2011 já foram escalados diretor e roteiristas, mas ainda na há previsão para lançamento. 
-Tanto o primeiro, quanto o segundo filme lançaram no ano de 2006, respectivamente no mês de junho e outubro. 
-Os filmes não foram lançados mundialmente, só chegou em países como os Estados Unidos, Austrália, Reino Unido e Canadá. 
-A música final do primeiro filme, e a primeira e a última do segundo são do Red Hot Chilli Peppers.

5 comentários:

  1. Tenho uma amiga q gosta muito da série, ela já me falou p/ assistir, mas, mesmo achando a história interessante, nunca tive muita vontade.
    Talvez um dia eu acabe vendo, assim como esse filme, q tb parece legal (e eu meio q me incluo nos "fãs de filmes nipônicos" xD).

    P.S.: Foda isso q aconteceu com o blogger, hein? Tb quase tive um troço, maldita sexta-feira 13 hahaha

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah *_*
    achei que fiko mtoooooo munitooooo!
    quero ver! *O*

    ResponderExcluir
  3. Near aparece no filme não me lembro qual.. mas ele e o menino que L salva de uma doença que nao lembro tambem :P

    ResponderExcluir
  4. O Near aparece no 3ºfilme q é só do L

    ResponderExcluir
  5. hahaha,o filme é muito bom, se o anime terminasse da mesma maneira seria perfeito. Os efeitos ficaram muito legais, o enredo ficou bem interessante, mudando o rumo da história original.
    O terceiro filme ficou muito bom, a encenação do "L" ficou muito boa e depois do filme saiu um livro com o mesmo título, recomendo a todos assistirem os i filmes pois são bem interessantes.

    Casa do Lee

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.