20 de out de 2009

Quarentena (Quarantine)

Título original: Quarantine
Duração: 01 hs 29 min
Ano de lançamento: 2008
Estúdio: Andale Pictures / Vertigo Entertainment / Screem Gems
Distribuidora: Sony Pictures EntertainmentDireção: John Erick DowdleRoteiro: Drew Dowdle e John Erick Dowdle, baseado em roteiro de Luis Berdejo, Jaume Balagueró e Paco Plaza

Site Oficial


Elenco: Jennifer Carpenter (Angela), Johnathon Schaech (Fletcher), Columbus Short (Wilensky), Marin Hinkle (Kathy), Jay Hernandez (Jake), Rade Serbedzija (Yuri), [+].

Sinopse


Angela Vidal (Jennifer Carpenter) é uma repórter de TV que, juntamente com seu operador de câmera Scott Percival (Steve Harris), são enviados para cobrir o turno noturno de dois bombeiros. Após uma noite tranqüila, um chamado de emergência os leva a um pequeno prédio no centro da cidade. Ao chegarem alguns policiais já estão no local, devido aos gritos horripilantes que vêm de um apartamento do 3º andar. Ansiosos por um furo de reportagem, Angela e Scott decidem filmar tudo o que acontece no local.

Vai Lendo!



Como todos fãs de filmes de terror devem saber, Quarentena é um remake do filme espanhol REC. Devem saber também que é um remake absurdamente desnecessário e que deixou muita gente revoltada, já que REC estreou nos cinemas brasileiros no final de 2008 e logo no inicio de 2009, quando REC mal tinha saído de cartaz, Quarentena estreou.

Sim, é revoltante ver como os americanos não aceitam filmes de outros países, ainda mais quando se julgam os melhores para fazer filmes de determinados gêneros (nesse caso obviamente, terror). Pior ainda é a falta de criatividade. Quarentena é praticamente igual ao filme REC, só que em inglês. As mesmas cenas, as mesmas mortes e quase as mesmas falas. Não mudaram praticamente nada!

O lado bom de Quarentena é que a maquiagem é visivelmente melhor. Algumas cenas de morte também são mais violentas. Mas para por aí. A atuação de Jennifer Carpenter (O Exorcismo de Emily Rose) foi simplesmente deprimente. Nem se compara com a excelente atuação de Manuela Velasco, do filme original. O filme não passa nem um terço da realidade que REC passou. É difícil fazer um filme onde todos tem que atuar como se não estivessem atuando e Quarentena, ao contrário de REC, não conseguiu fazer isso.

Fora as cenas iniciais da repórter com os bombeiros. Ficaram muito artificiais. Os bombeiros nem pareciam profissionais e sim um bando de bobos que nunca viram uma repórter. Angela Vidal também não foi nada profissional. Esse começo achei ridículo, e no REC essa parte já foi bem mais próxima da realidade.

O final do americano também é muito ruim comparado ao final do filme original. Não é tão angustiante quanto o final do REC. Na verdade, até achei o decorrer do Quarentena bem tenso, menos o final. Já o REC, achei apenas o final muito tenso. Digo isso apenas porque o filme americano teve um pouco mais de ação e as maquiagens bem feitas ajudaram muito. Só que como Quarentena é quase um xerox do REC, quem já assistiu o original, sabe tudo o que vai acontecer. Aí o filme perde a graça.
Portanto, se você não assistiu nem REC e nem Quarentena, assista primeiro o REC. E se infelizmente você deu azar de assistir Quarentena antes... aí nem verá muita graça no original REC.
Nota (0-10): 5.5 (é uma cópia de outro filme, mas merece essa notinha por ser até que bem feito, com boas cenas de ação e boas maquiagens. Só por isso também e nada mais.)

Trailer



Até o trailer do REC é melhor. A capa do filme original também é muito melhor e incomparávelmente mais criativa. Cópia norte-americana: FAIL.

6 comentários:

  1. Vi a esse filme na locadora e achei que era REC =x
    Nâo vi problemas com a maquiagem de REC, o desespero do cinegrafista não deu foco nesse elemento.

    REC foi um filme que assisti sem a menor expectativa, sempre tive decepções com filmes em "primeira pessoa". Quando começei assistir, em 10min de filme eu já adivinhei o final... só não tinha ideia de quão tenso seria até ele.

    Me surpreendeu muito. Gosto de ver outros paises ascendendo no mundo cinemetográfico. O Brasil já exportou vários bons diretores, falta agora fazer uma pelicula de real destaque.

    ResponderExcluir
  2. Os remakes americanos não deviam existir. O filme REC é sensacional. Conhece o blog do diretor? www.jaumebalaguero.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu quase assisti Quarentena ao invés de REC e fiquei com muita vontade de fazer isso, afinal o nome me atraiu bem mais. Mas como tenho uma ótima critica de filmes assisti REC =D
    Mesmo não assistindo muitos filmes de terror não achei REC tenso durante o filme tbm, realmente só o final que é. Não assisti quarentena e acho que no meu caso nem compensa.
    Tu falou da reporter, ela foi bem sim mas... só de olhar pra ela eu falei: Ela é chata! ainda mais falando espanhol kkk (nada contra a Espanha, acho que é por causa da Argentina e futebol.. rs) Ela me irritou o filme inteiro e sempre escapava de morrer ¬¬'
    Só fiquei curioso sobre o final de quarentena já que é diferente.. vou te perguntar depois..

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Antônio! Não conhecia o blog dele não. Vlw! xD

    ResponderExcluir
  5. Eu assisti Quarentena e achei uma porcaria. O filme é muito escuro, as atuações são artificiais e não dá pra ver quase nada.

    ResponderExcluir
  6. isso ai e mentira so se voce assistiu aqueles filmes piratas gravado no cinema.Ou e muito burro e nao sabe q o filme foi gravado em primeira pessoa eq fizeram esses efeitos para ficarem mais reais.

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.