4 de set de 2009

A Casa Amaldiçoada (The Haunting)

Título no Brasil: A Casa Amaldiçoada
Título Original: The Haunting
País de Origem: EUA
Classificação etária: 14 anos
Tempo de Duração: 113 minutos
Ano de Lançamento: 1999
Direção: Jan de Bont


Sinopse

Eleanor Lance (Lili Taylor), uma mulher bastante solitária que tem insônia, resolve atender ao chamado de ir até à Hill House para se encontrar com o Dr. David Marrow (Liam Neeson), que vai fazer lá uma experiência com ela. Lá estão também Theo (Catherine Zeta-Jones), uma bela mulher bissexual que aparenta ser bastante independente, e Luke (Owen Wilson), que sente-se atraído por Theo e é o primeiro a perceber que o estudo não tem nada ligado a problemas de insônia. Eleanor, ou melhor Nell, como gosta de ser chamada, é a pessoa mais sensível do grupo e sente-se fortemente atraída pela casa. O grupo é avisado que ninguém chega perto da mansão quando escurece, assim ninguém poderá ouvir seus gritos. Eles acham o aviso estranho mas logo o entendem quando se deparam com estranhos acontecimentos, principalmente Nell, que ouve vozes de crianças pedindo para serem libertadas. Gradativamente eles descobrem o terrível segredo, que envolve a Hill House.

Vai Lendo!



Esse é um filme curioso. Sério mesmo, muito curioso. Tem ótimos e famosos atores como Liam Neeson (Batman Begins, Busca Implacável), Owen Wilson (Marley e Eu, Uma Noite no Museu) e Catherine Zeta-Jones (Chicago, Ocean's Twelve); uma história envolvente, lances de câmera muito legais e efeitos especiais até que bons para a época.

Tudo vai indo uma maravilha nesse filme até ele chegar na metade. Ficou muito interessante o cenário, uma mansão enorme cheia de estranhas esculturas de crianças e animais, mas não souberam aproveitar isso muito bem. Na verdade, aproveitaram da forma errada. Usaram e abusaram de efeitos especiais e o filme ficou meio engraçado com isso. Foi uma época em que começaram a usar efeitos em tudo! E os efeitos eram bons, mas nem tanto assim. Isso acaba estragando o filme, pois você vê nitidamente que certas coisas foram feitas em computação gráfica. A história de interessante passa pra bizarra, e fica mais bizarra ainda com o abuso dos efeitos especiais. Nenhum ator bom conseguiu salvar esse filme. Ficou fraco, quase absurdo e o final foi sem graça.

Olha... como eu disse, muito curioso esse filme. Conseguiu me envolver até a metade, assisti o resto por curiosidade, mas no final cheguei a pensar: "perdi meu tempo"? Não é ruim, não é bom... Ainda estou pensando sobre esse filme. Metade da história me agradou e outra metade não. Algumas cenas foram legais e outras muito toscas. Entretanto pra quem gosta de terror mesmo, com sustos e tudo mais, aí vai uma dica: não perca seu tempo com esse filme.


Notas (0-10): 5,5 (razoável)

Trailer




Curiosidades

- A Casa Amaldiçoada é baseado no livro de terror The Haunting of Hill House, de Shirley Jackson, que teve uma primeira e cultuada versão para o cinema, dirigida por Robert Wise em 1963.

- A Casa Almaldiçoada também toma como referência A Casa da Noite Eterna (1973), outro clássico do terror, em que um grupo de pessoas se reúne para estudar fenômenos paranormais em uma mansão assombrada.

(Spoiler)
O que eu não gostei nesse filme


Os efeitos especiais: usaram para tudo! Esculturas, fantasmas, mão da porta (?!), rostos na janela, etc. Ficou fraco isso. Usaram muitos efeitos em cenas que poderiam ter feito de outra forma (e certamente ficaria mais assustador). O que foi aquele fantasma no final?! Ficou engraçado aquele fantasma do Crain, na verdade achei ridículo. As cenas do teto mexendo ficaram até interessantes, porém exageradas.

Personagem irritante: "uma mulher simples e solitária embarca numa aventura emocionante numa mansão pra lá de assombrada e guiada por espíritos de crianças sinistras descobre ser herdeira de todo aquele maravilhoso e horripilante lugar!". Narração das chamadas de filmes da Sessão da Tarde? Não. É basicamente o que se passa com a personagem principal do filme, Nell. Ela vai pra mansão e depois de usar muito LSD muitos barulhos no lugar, começa a se comunicar com os espíritos das crianças mortas que dizem que ela deve ajudá-las. Ao começar a ajudar as pobres crianças, descobre que é tataraneta da esposa (acho que é isso) do dono da mansão e que sua missão ali é salvar as almas das crianças e mandar o espírito do velho Crain para o inferno (purgatório, não me lembro ao certo). Não achei isso tudo muito interessante e aquela mulher me irritou com o jeito de meio meiga/meio infantil/meio lunático dela.

Personagens "desligados": numa certa cena Luke (Owen Wilson) está em frente ao quarto de Nell (Lili Taylor) e não vê, não escuta e nem sente o quarto dela se remexer e voar madeira para todos os lados. Ele só vai no quarto quando ela começa a gritar. Poxa, alguém está estourando a casa (literalmente) do seu lado e você não escuta e não vê nada? Tem outra cena também em que o Dr. David (Neeson) está numa escada que está pra cair, e ao invés de subir rápido fica "colado" no corrimão igual um gato grudado no dono quando não quer tomar banho (e não me venha com a desculpa de que ele tinha medo de altura porque não foi esse o caso). Enfim, tem outras cenas também e todos os personagens são meio lentos... dá raiva disso em alguns filmes.


4 comentários:

  1. esse filme é muito bom!!!

    aceita parceria em meu blog?

    http://leetelemensagens.blogspot.com

    sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Já vi esse filme e achei bobo demais...não causou nenhum medo..rs
    Mas filme se salva por causa da Catherine, q por sinal é linda demais...

    Passa lá e comenta tb:
    Catherine

    ResponderExcluir
  3. Ah filme de terror não existe mais. Os novos vão demorar pra superar os antigos. No máximo o que chega agora é um suspense quase terror. Se alguém der um pulo de susto é porque alguém gritou aparecendo do nada no filme... Mas eu ainda assisto filmes tipo esse que você postou, só que esse não vi, mas vou procurar assisti-lo.

    Beijos, Carol.

    ResponderExcluir
  4. Esse eu já assisti se não estou enganado. Não seria um terror realmente, até porque eu assisti de boa rs. Não é um filme dos melhores mas da pra assistir.

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.