21 de jul de 2009

Evocando Espíritos (The Haunting in Connecticut)

Título Original: The Haunting in Connecticut
Tempo de Duração:
92 minutos

Lançamento:
17 de Abril de 2009

Distribuição: Imagem Filmes
Direção:
Peter Cornwell

Roteiro:
Adam Simon e Tim Metcalfe


Site Oficial

Elenco


Virginia Madsen (Sara Campbell), Kyle Gallner (Matt Campbell), Elias Koteas (Reverendo Popescu), Amanda Crew (Wendy), Martin Donovan (Peter Campbell), Sophi Knight (Mary Campbell), Ty Wood (Billy Campbell), Erik J. Berg (Jonah) e John Bluethner (Ramsey Aickman).


Sinopse


Quando Matt (Kyle Gallner), filho de Sara (Virginia Madsen) e Peter Campbell (Martin Donovan), é diagnosticado com câncer, toda a família precisa se mudar para um local mais próximo da clínica onde realizará seu tratamento. Aos poucos Matt apresenta sintomas estranhos, tendo uma súbita mudança de comportamento. Ao pesquisar o passado da nova casa, Sara e Peter descobrem que ela fora um centro de pesquisas que procurava algo além do que o simples contato com espíritos.

Vai lendo!






Olhando a capa e principalmente o nome do filme não achei que fosse grande coisa. Na verdade pensei que se tratava de mais um filminho de terror adolescente sobre espíritos. Depois de assistir o trailer vi que esse filme poderia ser muito melhor do que eu pensava. E não é que foi? Tudo bem que tem alguns errinhos, algumas cenas exageradas, não é lá muito inovador, mas é muito bom!


Não chega a ser um filme banal, a história é muito interessante e dá até pra levar alguns sustinhos. De todos os filmes de terror e suspense que vi desde o começo do ano até hoje, esse aí é um dos melhores (achei que Alma Perdida ia ser excelente mas a decepção foi enorme).
Apesar do final bem exagerado, vale a pena assistir Evocando Espíritos.

Minha nota (0-10):
8 (é mto bom, mas poderia ser melhor).



Trailer






Imagens





Mais sobre o filme

- Foi baseado em estória apresentada no documentário A Haunting in Connecticut (2002), exibido pelo Discovery Channel.


- Para conhecer o verdadeiro relato sobre a família Snedeker, procurar o livro "In A Dark Place: The Story of a True Haunting" (1992, sem tradução para o português), de Ray Garton (que aliás nunca acreditou na história).



... Spoiler ...

- Achei meio exagerada a parte do final. Não precisava de tudo aquilo, música dramática, espíritos aparecendo... Enfim, ficou bem exagerado. Poderia ter um desfecho mais simples e menos dramático. A cena do pai chegar bêbado e apagar as luzes foi bem na hora certa né?! Todos com medo de ficar no escuro e o cara apareceu apenas pra apagar as luzes e quebrar as lâmpadas. Será que só eu achei isso meio bobo? Quantos bêbados chegam em casa apagando as luzes e depois vão embora na maior tranqulididade? huahuahua...sei lá, tentativa de aumentar o drama FAIL. =P

- Cena do menino quebrando a porta com o machado nem lembrou O Iluminado...




...imaginaaa!


11 comentários:

  1. Gosteiu pelo treiler deve ser bom
    vou ver se aqui em alguma locadora tem

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca tinha visto críticas sobre esses tipos de filmes, muito menos com essa ótica. Não que eu vá me tornar fã deses filmes (simplesmente por questão de gosto) mas gosto de aprender sobre coisas diferentes. Acho interessante como cada pessoa gosta de uma coisa, e mais, como cada um entende de uma maneira diferente. Só não podemos achar que os outros estão errados pq pensam de forma diferente. Mas suas criticas parem bem interessantes e respeitadoras hehe.

    ResponderExcluir
  3. um filme q vi recentemente e recomendo é "Alphabet Killer - O Assassino do Alfabeto" - não é bem um filme de terror - é um filme policial com um toque sobrenatural.
    Na minha opinião uma boa atuação da atriz principal e suas neuroses, vale a pena conferir

    ResponderExcluir
  4. gostei muito do filme, está muito bem feito não só como efeitos especiais mas também pelo o argumento. é um dos melhores filmes da actualidade. adorei

    Paula,barreiro, portugal

    ResponderExcluir
  5. Assisti esse filme, minha nota seria 6,5, cenas q a atuação pecou mto, como a que ele chega com o machado no final, os irmãos correndo dele e ele vai pra cima mas nao para mata-los , essa cena foi a q mais pecou ! outa coisa foi por ser uma história real, o cara curou do cancer e coisa e tal, ficou parecendo, testemunho de igreja protestante ! sou mmto chato pra filme XD

    ResponderExcluir
  6. Eric

    Obrigada! ^^

    Minhas críticas ainda não são muito boa mas com o tempo vou melhorando.

    realmente tem pessoas com opiniões diferentes e tenho que respeitar... É até por isso que é meio difícil fazer críticas de filmes. Não posso escrever qualquer besteira e tenho que respeitar os gostos de todos.

    Obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  7. Buranello

    Concordo com praticamente tudo o que vc disse. huahuaahuahua Sou enjoada com filmes tbm, mas não achei esse tão terrível assim. Dá pra assistir. ^^
    shuashua

    ResponderExcluir
  8. Pra mim foi meio decepcionante, pois tinha assistido um documentário sobre o caso no qual o filme foi baseado recentemente, então já tinha idéia de tudo que aconteceria.

    ResponderExcluir
  9. Um grande furo no filme, a prima avista ele se aproximando da casa com o machado e diz para a menina pequena agora vamos brincar de se esconder, ela sobe de certo se escondeu, depois o rapaz com o câncer rompe a porta com o machado, aparece o menino menor ela diz que vamos nos esconder, e depois ele espulsa ela e o menino menor e a menina, que não volta a aparecer onde fica, sendo que a casa pegou foto, a menina menor não volta a aparecer? Que furo.

    ResponderExcluir
  10. eu adoro esse ator o Kyle Gallner, ele é tão "seduzente" nos seus papéis kkkkkkkk, assista ele no seriado cold case pra vc ver do q to falando (4 temporada episodio 1)

    ResponderExcluir
  11. É um filme mais bonito do que assustador, na boa.
    Ótima crítica, concordei um tudo.

    ResponderExcluir

• Faça pedido de parceria somente na página reservada para isso.

Não aceitamos comentários ofensivos. Se quiser criticar a postagem, critique com educação.

Spams não serão aceitos. Aqui não é lugar para você divulgar seu site, blog ou seja lá o que for.

• Lembre-se de que o Vai Assistindo possui mais de um autor. Portanto, a crítica de cada um deles não expressa a opinião de todos os outros autores. Procure ver logo abaixo do título de cada postagem o nome do autor que a criou.

• As opiniões expressas nos comentários não refletem as dos autores do blog.